PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Saudade

01:30 | 18/04/2017

Eu não sei de onde você vem nem qual é a língua dos seus sonhos. Mas acredite em mim: a saudade, essa palavra que só existe em português, é a definição perfeita de um pequeno pedaço de sua vida.

Se investigar o canto mais profundo da sua alma, vai encontrar uma caixa cheia de saudades, mesmo que nem saiba o que essa palavra significa.

Todas as coisas que você amou e não pode mais ver nem tocar, estarão lá. Quando abrir essa caixa secreta, o que encontrará é a Saudade.

Talvez o cheiro da mulher que tomou conta de você quando era uma criança. Mãe, avó, tia, o espírito feminino que representa seu primeiro contato com o amor.

Talvez o sabor de algo que você provou de forma inesquecível ou com alguém querido.

Nessa caixa você também pode encontrar um som. Uma música que possa o transportar imediatamente para outro lugar, outro tempo, a embriaguez de uma forte lembrança.

Como será feliz o momento em que a saudade envolver você até que feche seus olhos!

A saudade vem depois de um tempo feliz. Saudades do ontem. Ou de muitos anos antes. Saudades são as cores, o cheiro, o perfume e o sabor da sua história de vida.

Você e eu somos o que somos por causa dessa caixa que guardamos secretamente.

O que nos faz feliz hoje pode ser a nossa saudade mais forte algum dia. É tempo de viver. Lá no final da estrada, seremos felizes ao abrir essa caixa e lembrando do que hoje é o Presente.

Quanto mais saudades você tem, mais bonita foi a sua vida.

Escrevi esse texto para ler em voz alta no lançamento do meu livro Sainte Caboche, em Paris. Li enquanto Manassés tocava violão, uma sorte e honra. Os franceses não entenderam nada, mas disseram que é um idioma bonito de se ouvir. Mas os brasileiros que estavam lá, especialmente os cearenses, sentiram saudades no corpo inteiro.