PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

O Que (ainda) não foi dito

01:30 | 21/03/2017
MAGNATA É O TERCEIRO DO MUNDO

SE Givanildo tiver feito uma autoanálise do time do Ceará que preparou em 15 dias, tempo de sobra, concluirá que está muito longe do ideal.

A RIGOR, Magno Alves à parte, ataque é fraquíssimo. Biancucchi, nem a sombra daquele que foi. Pelo visto, vai repetir fracasso do irmão Emanuel, um fiasco quando por aqui passou.

ATACANTE referência, Victor Rangel, três partidas, nada de gol. Tropeçando nas próprias pernas e sombra, pelo visto não dará no couro. Melhor dez vezes que ele é o baixinho Leílson, artilheiro com nove gols.

VAI sobrar alguém pra contar a história deste time do Givanildo? Claro que sim. Defesa bem postada, Sandro dificilmente terá vez. Dois volantes ótimos, Richardson e Raul atuam por telepatia.

CAMISA 10, Ricardinho em forma, a posição é dele tranquilamente. Felipe Menezes irregular e Tontini bom reserva. No gol, ou Éverson se cuida mais ou perde lugar pro Lauro.

CONSELHOS & RAPÉS

. RONNY, dez anos na Alemanha, irá homenagear o pai, camisa tricolor 52, idade do Caetano. Bom filho é assim.

. SE jovem apitador Léo Simão tomar conselho, pode ir mais além, desde que não se descuide aplicando tantos cartões.

. VOLTA de Marcelo Paz ao futebol tricolor, convidado por Jorge Mota, pra refazer a do ano passado, apesar do fujão.

. LIÇÃO elementar que Vladimir de Jesus, calejado em futebol, já devia ter aprendido, pois faz tempo que está no ramo.

. CRAQUE não se tira de campo. Pode causar danos. Aquela do Mota, contra Horizonte, mancada homérica e olímpica.

. ALIÁS, só não lhe custou a cabeça, pois tem padrinho forte. Francisco Neto, hoje, o homem forte do Ferrão.

TERCEIRO DO MUNDO

... MEMÓRIA prodigiosa de Sérgio Ponte, o implacável, traz à tona reluzente revelação no meu Trem Bala de meio-dia.

 

... VAMOS a ela? Magno Alves é hoje o terceiro artilheiro do mundo. Isso mesmo, do mundo.

... DESLINDANDO o mistério. Só perde em balançar as redes para os supercraques Cristiano Ronaldo (Real Madrid) e Messi (Barcelona).

... ESSA descoberta nem mesmo o Magnata, dos gols bonitos, quase 100 com camisa alvinegra, sabia. Pois fica sabendo. Se for o caso, também pode comemorar.

MANCADA.

Antes de qualquer jogo inventaram essa de tocar o hino nacional, arrumação de qual gênio não se sabe. Domingo, atraso dos times, hino foi tocado apenas para os árbitros, perfilados feito patetas. E os jogadores ainda no vestiário. Organização foi pra lata do lixo

ALAN NETO