PUBLICIDADE
Mais Esportes
ATLETISMO

Usain Bolt se lesiona na última prova da carreira e fica sem medalha

A despedida da maior lenda da história do atletismo não terminou como todos previam

18:25 | 12/08/2017

Bolt se lesionou nos últimos 100 metros de sua carreira (Foto: Ben STANSALL/AFP)
 

A despedida da maior lenda da história do atletismo não terminou como todos previam. Como em um roteiro de cinema, a última cena surpreendeu a todos. Usain Bolt recebeu o bastão e, nos últimos 100 metros de sua carreira, acabou sentindo uma lesão na coxa e não completou a prova de 4x100m no Mundial de Londres.

A Grã-Bretanha terminou a prova na primeira colocação, levando os torcedores ao delírio. Equipe a ser batida, os Estados Unidos da América, com a estrela Justin Gatlin, terminaram na segunda colocação. O Japão, ficou com a medalha de bronze.

Bolt finaliza sua participação na última competição da carreira com apenas uma medalha. O Raio foi bronze nos 100m livres, sua principal prova, e terminou na última posição dos 4x100m. A lenda de 30 anos, mesmo com a lesão, foi ovacionada por torcedores, narradores e companheiros. Todos queriam participar de algum modo da despedida do homem mais rápido do mundo por quase 10 anos.

Dono de oito medalhas olímpicas, 14 conquistas em Mundiais e uma máquina de quebrar recordes, Bolt foi o principal nome da prova que estava reservada para sua despedida, mas por um motivo incomum em sua trajetória. Ainda pela manhã, o jamaicano ajudou sua equipe a garantir classificação à final. Esta foi a primeira vez que Bolt participou da fase classificatória da prova.

Sempre bem humorado, Bolt se mostrou alegre logo no corredor que dá acesso ao estádio. Quando colocou seus pés na pista de corrida, os famosos “dabs” foram realizados pelo atleta. Companheiros de Bolt, McLeod, Forte e Yohan Blake acompanhavam o mito.

Quando foi dada a largada, o silêncio tomou conta do Estádio Olímpico. Segundo principal nome da equipe jamaicana, Yohan Blake não correu bem na última curva e passou o bastão de forma atrasada para Bolt, que teve que forçar sua passada e acabou sentindo uma lesão, quando ainda estava na terceira colocação. O adeus de uma das maiores lendas do esporte acabou sem medalha, mas com o respeito de todos os adversários, companheiros e torcedores.


Gazeta Esportiva