Saúde & Beleza 24/08/2016 - 15h08

Pulmão saudável

A pletismografia é uma aliada da saúde para combater os problemas respiratórios, que são a terceira maior causa de mortalidade por doença no Brasil
notícia 0 comentários
{'grupo': 'Colunista', 'id_autor': 16311, 'email': 'roberta@opovo.com.br', 'nome': 'Roberta Fontelles Philomeno'}
Roberta Fontelles Philomeno roberta@opovo.com.br
Foto: shutterstock

O número de casos de doenças respiratórias, que atingem nariz, boca, garganta, faringe, laringe, traqueia e pulmões, vem aumentando a cada ano.  As doenças respiratórias crônicas representam, hoje, a terceira causa de mortalidade por doença no Brasil, ficando atrás apenas dos problemas cardiovasculares e dos cânceres.

A pneumonia e a tuberculose deixaram de ser problemas ligados ao grupo chamado de risco, crianças e pessoas idosas, e atingem pacientes jovens. Daí, a importância de exames que dão um diagnóstico preciso e de qualidade que como a pletismografia.

O médico Thiago Mendonça (CRM 9894), pneumologista e endoscopista respiratório, do Centro de Pneumologia e Alergia do Ceará, diz, em entrevista, que o exame é um teste de função pulmonar completo, indolor e realizado e uma cabine de modo simples e eficaz.

O que é a pletismografia?
É um exame mais completo, atualmente, para avaliarmos a função pulmonar.

É possível elevar a capacidade pulmonar tendo como base os resultados obtidos com os exames do pletismágafo?
Certo que não é a principal função dos exames de pletismografia ou teste de função pulmonar completo, mas é possível sim potencializar a capacidade respiratória ou conhecer a real potência dos pulmões e superar limites com os resultados obtidos, através dos exames.

Quais são os exames realizados no pletismógrafo?
São cinco procedimentos diferentes: a própria espirometria, a medida dos volumes pulmonares, a medida da resistência das vias aéreas, a medida das pressões respiratórias máximas e a medida da difusão do monóxido de carbono (capacidade de realizar a troca gasosa do meio ambiente para o sangue nos pulmões).

Realizado tantos exames ao mesmo tempo, é possível distinguir as diferentes doenças respiratórias?
A pletismografia consegue distinguir entre os dois principais grandes grupos de doenças pulmonares (“é o método padrão-ouro”): as obstrutivas (doenças que aprisionam o ar, como a asma e o DPOC) e as restritivas (problemas que causam diminuição do volume pulmonar, como a Fibrose pulmonar).

A capacidade pulmonar é avaliada?
Claro!!! De forma objetiva, a resistência que o ar sofre para adentrar as vias aéreas (incluindo os brônquios), a força dos músculos respiratórios (alterado em várias doenças neuromusculares) e a capacidade de realizar a troca gasosa. Resultados necessários para quem sofre com doenças pulmonares ou pessoas, esportistas ou não, que desejam medir a capacidade dos pulmões.

Faz pouco tempo que essa tecnologia chegou ao Ceará?
Essa tecnologia tem menos de cinco anos e vinha sendo realizado, exclusivamente, no serviço público, no Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes. Tivemos de vencer a dificuldade de aperfeiçoamento do conhecimento técnico e especializado na área de Pneumologia e também enfrentar o desafio financeiro em se adquirir uma tecnologia avançada e importada em um momento em que estamos atravessando uma crise financeira, em nosso País.

O exame provoca dor ou desconforto?
Não. É rápido, não invasivo, indolor, acessível e muito útil para o diagnóstico não só das doenças respiratórias, mas também das doenças da Reumatologia (com envolvimento pulmonar) e da Neurologia (com envolvimento dos músculos respiratórios), entre outras. Concluindo, com essa ferramenta importante, esperamos servir a Medicina do Ceará da melhor forma possível.

Veja versão impressa da revista O POVO Saúde & Beleza

espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

Vídeos

BDSM: Prazer Fora da Caixa - Parte 2 play

BDSM: Prazer Fora da Caixa - Parte 2

anterior

próxima