Saúde & Beleza 09/08/2016 - 19h17

Pele lisa e perfeita

Em um mundo sem vermelhidões e manchas na pele, reinam os tratamentos contra acne e os hábitos saudáveis
notícia 0 comentários
{'grupo': '', 'id_autor': 19092, 'email': 'danielcosta@povo.com.br', 'nome': 'Daniel Costa'}
Daniel Costa danielcosta@povo.com.br
Foto: shutterstock

Grande, vermelha e “quase indestrutível”. Parece a descrição de uma aberração de filme de ficção científica, mas estamos falando de uma espinha. Mas para quem tem, ela pode ser vista exatamente assim: um inimigo mortal. Segundo Olga Vieira, fisioterapeuta dermato funcional e diretora da Stetic Class, a proliferação da acne acontece, geralmente, devido ao desequilíbrio hormonal da pessoa. “A espinha se forma quando a produção de óleo (sebo) sobre a pele é excessiva, e isso, muitas vezes, é acionado pelo desequilíbrio hormonal”, revela. No corpo, essas inflamações podem aparecer em três lugares diferentes: rosto, colo e costas.

Conforme Sunny Gutiérrez, dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), 85% dos jovens do País entre 12 anos e 24 anos são atingidos pela acne. “Fora essa faixa etária, existe a acne da mulher na fase adulta, que atinge 12% do gênero depois dos 25 anos”, ressalta. Mas independente da idade, Olga conta que é fundamental procurar um médico especializado para iniciar um tratamento adequado. “Por isso, uma avaliação minuciosa deve ser realizada para um tratamento eficiente. Os hábitos alimentares e rotinas do paciente devem ser investigados, bem como exames complementares devem ser solicitados.”

Após essa avaliação médica, será possível identificar quais hábitos do paciente ajudam no desenvolvimento de acnes na pele. “Um fator desencadeante de acne é o consumo de suplementos alimentares ricos em aminoácidos, como lisina, arginina, leucina, isoleucina e caseína. Todos eles estimulam a produção de oleosidade da pele”, garante Sunny.  Além desse fator, conforme Olga, o estresse mental também contribui para o aumento de espinhas no corpo. “Quando muito intenso, ele aumenta a produção de cortisol e estimula os hormônios androgênios, que, por sua vez, acionam ainda mais a produção das glândulas sebáceas na pele.  Conforme alguns estudiosos, a acne associada ao estresse está entre 3% a 5% de todos os casos de espinha do mundo”, ressalta.

Para reverter o quadro, Olga conta que existem vários tipos de tratamentos na área da estética. “Os tratamentos disponíveis para espinhas incluem desde a terapia domiciliar, ou seja, uso de cremes, géis, sabonetes e antibióticos orais; até tratamentos específicos de consultório como peelings, laser e limpeza de pele”, esclarece.  Independente da escolha do procedimento, a dermatologista Sunny faz uma alerta. “É importante lembrar que acne é uma doença crônica e sua recidiva é frequente se não forem adotadas medidas corretas e constantes para o seu controle.”


Mitos e verdades
No tratamento e prevenção de espinhas, existem muitos mitos e verdades. Confira abaixo algumas das ações que podem ser feitas e evitadas:

MITO. Pegar sol não melhora a acne. Com o sol, a acne apresenta um aspecto melhor, ou seja, ela seca, mas é ilusório. Se a pele não estiver devidamente protegida, com filtro solar, o quadro de infecção pode ser agravado, pois estimula a produção de sebo e aumenta a atividade das glândulas sebáceas. Essa dica também vale para os banhos quentes.
 
MITO. Chocolate não causa acne. Existem muitas pessoas consideradas “chocólatras” que nunca tiveram espinhas. O surgimento de acne depende do grau de oleosidade da pele de cada um. A pessoa deve notar na dieta alimentar que segue as alterações na pele e buscar orientação.
 
VERDADE. Lavar muitas vezes a pele pode estimular o aparecimento de acne. A água não faz mal à pele, porém, o uso excessivo de sabonetes pode retirar a camada de oleosidade necessária pela manutenção da integridade da pele, causando o seu ressecamento, especialmente, nos idosos e nas pessoas que moram em cidades com clima seco. Além disso, pode estimular a hipersecreção rebote de sebo, afinal, nossa pele é superinteligente.
 

Veja versão impressa da revista O POVO Saúde & Beleza

> TAGS: tratamento acne pele
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

Vídeos

BDSM: Prazer Fora da Caixa - Parte 2 play

BDSM: Prazer Fora da Caixa - Parte 2

anterior

próxima