Defesa pessoal 09/03/2016 - 18h08

Mulheres aprendem a se defender com Krav Maga

Em cenários cada vez mais comuns de violência urbana, mais e mais mulheres têm partido em busca de aulas de defesa pessoal, como o Krav Maga
notícia 0 comentários
{'grupo': '', 'id_autor': 19007, 'email': 'lucianasantos@opovo.com.br', 'nome': 'Lua Santos'}
Lua Santos lucianasantos@opovo.com.br

Cenas e denúncias de violência urbana crescem a cada dia, e as mulheres acabam sendo vítimas, sejam pelos assédios em festas e baladas pela cultura machista, seja por serem consideradas frágeis e por isso, mais visadas por assaltantes. Com isso, tem aumentado o interesse feminino em aprender técnicas de defesa pessoal, dentre elas, o Krav Maga.
 
Nascida em Israel, a arte de defesa pessoal não foi feita para ambientes controlados como tatames e ringues, e sim para ser aplicada nas ruas. Mas somente em situações de risco. “Nós preparamos o aluno para qualquer situação. Cabe a ele decidir na situação, por avaliação dele, se deve fazer alguma coisa ou não. A gente estimula que ele sempre tenha bom senso, analise a situação”, explica Fred Carneiro, instrutor responsável pelo Krav Maga no Ceará.
 
 
Técnicas usadas
Durante os treinos de Krav Maga, as mulheres aprendem quais os pontos vitais de um agressor nas mais diversas situações: assédios, assaltos, tentativas de estupro e outras. E, a partir de então, manter a calma e esperar a hora certa de se defender e escapar o mais rapidamente da situação. 
 
A bancária Priscila Araripe treina há quatro anos e meio, e buscou o Krav Maga após passar por uma situação de violência. “Estava na praia, e chegou um maluco cinco da tarde e me pediu o celular. Ele tava com uma faquinha de passar manteiga no pão, dessas que não têm nem ponta. Ele me pediu, eu dei o celular para ele e percebi que ele me assaltou com uma faquinha de pão e eu não fiz nada!”, conta.
Ethi Arcanjo
Priscila Araripe, praticante de Krav Maga há quatro anos e meio
 
Hoje, ela afirma que se sente mais segura simplesmente por saber que tem condições de se defender. “Antes eu tinha medo, deixava de sair de casa, hoje em dia eu sei o que eu posso fazer. Não quer dizer que eu vá reagir: posso escolher não reagir, mas se eu escolher reagir, eu sei o que vou fazer. Então saber o que fazer diante daquela ameaça te dá muita tranquilidade na vida.”
 
Aulão
Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, a Federação Sul Americana de Krav Maga (FSAKM) vai realizar, em todo o Brasil, treinamentos gratuitos da defesa pessoal israelense, especialmente voltados para mulheres praticantes ou não, dessa modalidade. “O treinamento de Krav Maga dá a essa mulher a condição psicológica e física, para que ela vença o medo e seja ativa no combate à violência”, afirma Mestre Kobi Lichtenstein (faixa-preta, 8º DAN), introdutor do Krav Maga no Brasil e fundador da FSAKM.
 
Serviço
Aulão de Krav Maga para Mulheres
Data: 12 de março
Local: rua 8 de Setembro, 1331 – Varjota
Horário: das 8h30 às 12h

espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

Vídeos

BDSM: Prazer Fora da Caixa - Parte 2 play

BDSM: Prazer Fora da Caixa - Parte 2

anterior

próxima

Mais comentadas

anterior

próxima