Viagem 10/08/2016 - 17h08

De mala pronta para o inverno

É tempo de planejar as férias de fim de ano, e destinos com temperaturas baixas sempre são uma boa pedida. Confira a seguir dicas para curtir o frio do inverno sem pesar muito na mala
notícia 0 comentários
{'grupo': '', 'id_autor': 19007, 'email': 'lucianasantos@opovo.com.br', 'nome': 'Lua Santos'}
Lua Santos lucianasantos@opovo.com.br
Leszek Czerwonka/Shutterstock

Que tal começar a planejar as férias de fim de ano? AQuem adora viajar e quer curtir um friozinho, pode aproveitar que o período de novembro a janeiro é inverno no Hemisfério Norte em destinos como Estados Unidos ou Europa. Confira as dicas da consultora de estilo e coaching Luciana Carvalho para montar uma mala funcional e prática.

Itens imprescindíveis
Segundo Luciana, roupas do tipo segunda pele são obrigatórios. “Camisetas e calças tipo legging que a gente coloca como primeira camada”. A consultora ainda indica o melhor tipo de casaco para levar. “Particularmente prefiro os que a gente chama de pluma. Ele é acolchoado por dentro... Ele também é impermeável, então, se nevar, não tem problema.”

Não esqueça as extremidades
O corpo perde mais calor pelas extremidades: mãos, pés, cabeça e orelhas. Portanto, elas devem ficar bem aquecidas. “Chapéus, toquinhas de lá, luvas, protetores de orelha são essenciais.” Em relação aos calçados, a bota reina absoluta entre as mulheres. “Bota é legal, desde que seja uma bota acolchoada, revestida em lã de carneiro. As botas comuns, de couro, mesmo com neoprene revestindo não são suficientes”. Caso você não encontre uma bota revestida, Luciana Carvalho recomenda comprar meias de cashmere, que aquecem os pés e procurar palmilhas de lã.

Ramon Cavalcante
Cálculo para saber quantas peças de roupa colocar na mala
A quantidade ideal

Quando viajamos, temos o costume de trocar de roupa todos os dias e aparecer com diferentes looks nas fotos. Mas em viagens – principalmente para locais muito frios, isso é desnecessário, afinal, o casaco sempre vai por cima de tudo. O que vale é lançar mão de vários cachecóis, lenços e echarpes, além dos acessórios, para dar uma nova cara ao casaco de sempre.

Luciana explica um cálculo simples para calcular a quantidade de itens para se levar em qualquer viagem. “Pegue os dias de viagem e divida por dois. Esse vai ser o número de partes de baixo que você vai levar. E para cada parte de baixo, leve duas a três partes de cima. Assim, você tem várias combinações possíveis.”

E a bagagem de mão?
Mais do que documentos e eletrônicos, há itens importantes a serem levados na bagagem de mão. Em caso de extravio de mala, ela é tudo o que você terá disponível no destino. “A bagagem de mão deve ter pelo menos dois conjuntos de roupa íntima, pelo menos uma calça ou uma saia e duas partes de cima. Ou seja, uma muda de roupa que você consiga passar de dois a três dias caso a mala extravie”, finaliza a consultora.

espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

Vídeos

BDSM: Prazer Fora da Caixa - Parte 2 play

BDSM: Prazer Fora da Caixa - Parte 2

anterior

próxima