CABELOS 06/05/2016 - 18h17

Do liso ao cacheado

Veja algumas dicas de como fazer a transição capilar e de como lidar com ela. Entenda que é preciso aceitar seus cachos e ter paciência para vê-los bonitos
notícia 0 comentários
{'grupo': '', 'id_autor': 19093, 'email': 'mariliacandido@opovo.com.br', 'nome': 'Mar\xedlia Candido'}
Marília Candido mariliacandido@opovo.com.br

Depois de uma grande onda de alisamentos, a ditadura do cabelo liso parece estar chegando ao fim. É cada vez mais comum encontrar mulheres, famosas ou não, com cabeleiras lindas e cacheadas pelas ruas. Para quem já tinha químicas e gostaria de ter cachos novamente, a solução é a transição capilar, processo em que nenhum alisamento é feito e todo o cabelo antigo é substituído por um novo e natural.


Carolina Farias fez essa escolha. Ela, que é gerente de vendas, teve o cabelo liso dos 17 aos 31 anos. Agora, 11 meses depois do início da transição, ela usa o cabelo completamente cacheado. “Eu não aguentava mais toda semana ir ao salão fazer escova, era escrava mesmo.” Adepta da técnica low poo, ela hoje tem uma relação muito melhor com o seu cabelo. “O principal é a sensação de liberdade de se aceitar como você é.”
Fotos antes e depois

Para Carolina Mamede, especialista em cachos, a transição capilar é um processo complicado, mas possível. A solução mais fácil para passar por ela é fazendo um grande corte (big chop) e esperar o cabelo crescer. “Depois disso, oriento para que as clientes usem acessórios como faixas e laços, para que ela mantenha a auto estima.”
Os salões de beleza são aliados das mulheres que desejam voltar aos cachos. Processos como a fitagem e cortes podem ser realizados em locais especializados, além dos chamados “rituais de cachos”, que devolvem a forma natural de hélice do fio através de tratamentos.

Carolina explica que para cada tipo de cacho existe um tratamento diferente, mas que o processo de transição demora entre um e dois anos. “Algumas orientações como não usar mais toalhas de algodão, que aumentam o frizz, e usar sempre finalizador, são coisas que ajudam bastante durante a transição”, fala a especialista.

()
()

O que você precisa entender
Fazer a transição não é uma coisa fácil. Seus olhos estão acostumados a ver seu cabelo de um jeito e o período de transformação vai ser difícil, mas valerá. Também não vai ser rápido, porque você vai precisar que seu cabelo cresça todo novamente. A parte mais importante do processo é aceitar seu cabelo. Se a opção pela transição foi feita, é porque você tem amor ao seu natural e aí só precisa esperar o tempo de mostrá-lo ao mundo.

No e low poo
Sabe aquela sensação de que o seu cabelo sempre fica mais bonito quando está sujo? Pode ser porque o shampoo que você usa retira coisas demais da fibra. As técnicas de no e low poo partem do princípio de que não é preciso usar espuma para limpar o cabelo. Como assim? A gente explica: O low poo utiliza shampoos específicos que possuem poucos agentes espumantes. O cabelo fica limpo, mas, na hora de lavar, você não vai conseguir fazer pouca espuma. Já o no poo utiliza produtos que não fazem nenhuma espuma. No entanto, a limpeza é garantida.


Cronograma capilar
O cronograma capilar é um tipo de tratamento indicado para todos os tipos de cabelo. Durante a sua realização, o cabelo recebe nutrientes, água e proteínas que são perdidos diariamente. São três etapas que se intercalam: hidratação, nutrição e reconstrução. Ao final do primeiro mês de cronograma, já é possível ver um cabelo mais brilhoso e forte. Clique aqui para saber como montar seu cronograma.

Texturização de cachos
A texturização é um método caseiro, que pode ser realizado com ou sem fontes de calor. Algumas pessoas fazem tranças, outras usam bobs ou até mesmo papel alumínio. O resultado são cachos definidos e próximos ao natural. Clicando aqui você pode ver oito maneiras diferente de texturizar seus cachos em casa.


Big chop
Se você for bem paciente e quiser uma solução radical, pode optar por fazer o Big chop (grande corte). A técnica consiste em cortar toda a parte do cabelo que contém alisamento. Algumas pessoas chegam até a raspar a cabeça, para que o cabelo cresça do zero. O método é bastante adotado para quem não deseja esperar muito para ver só a fibra natural na cabeça.

Cacheadas famosas
Algumas famosas não abrem mão dos cachos e se tornam verdadeiras inspirações, como as cantoras Beyoncé e Lorde, sempre com a cabeleira à vista. No Brasil, Letícia Sabatella, Thaís Araújo e Majú Coutinho estão sempre na televisão e pelas redes sociais, e seus cachos são modelos para muitas mulheres. 

espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

Vídeos

BDSM: Prazer Fora da Caixa - Parte 2 play

BDSM: Prazer Fora da Caixa - Parte 2

anterior

próxima

Mais comentadas

anterior

próxima