Revista O POVO Cariri 17/03/2016 - 18h05

Os novos caminhos do Padim

A história do Padim não termina com a sua morte, em 1934. Pelo contrário. A devoção e a fé do povo perpetuam-se até os dias de hoje, já que o Padim agora vive uma nova fase: a reconciliação com a Igreja Católica, deliberada no final de 2015 pelo Vaticano
notícia 0 comentários

A história do Padre Cícero, considerado pelo povo como um santo, começou no Crato, em 1844. De família local, o menino Cícero Romão Batista já mostrava apego aos ritos e devoções da fé católica na infância. Em 1872, o Padim fundou uma capela em um distrito do Crato, lugar que viria a ser Juazeiro do Norte.

Ali, o Padre Cícero ganhou influência e foi um dos principais responsáveis pelo crescimento e desenvolvimento de Juazeiro do Norte. Por 17 anos, de 1872 a 1889, foi uma figura importante e respeitada no catolicismo cearense, até acontecer o que é chamado de Milagre de Juazeiro. 

As últimas cenas dessa história estão relacionadas com a declaração de reconciliação da Igreja Católica com o santo popular. Veja o especial que a revista O POVO Cariri, lançada nesta quarta-feira, 16, fez para esse novo momento.-->-->-->-->-->-->-->

espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

Vídeos

BDSM: Prazer Fora da Caixa - Parte 2 play

BDSM: Prazer Fora da Caixa - Parte 2

anterior

próxima