Mobile RSS

rss
Assine Já
Seminário 16/05/2012

Teatro para além da cena

notícia 0 comentários
Enviar por e-mail Imprimir Aumentar texto Diminuir texto Corrigir
Compartilhar
DIVULGAÇÃO
O espetáculo Mulieres, do grupo Teatro Mimo, participa do evento


O pensamento em arte é fundamental para compreensão do homem através dos tempos. Com o objetivo de reunir estudiosos em artes cênicas, artistas, universitários e interessados em geral, começa hoje em Fortaleza o I Seminário Internacional Teatro Mito Antropofagia. A ideia é discutir teatro de forma transdisciplinar, integrando pensamentos de outros campos do conhecimento à arte.


A Associação Educativa Cultural Teatro da Boca Rica, o Instituto de Estudos e Pesquisas para Desenvolvimento do Estado do Ceará (Inesp) e o Serviço Social do Comércio do Ceará (Sesc) são os realizadores do evento que vai trazer pesquisadores de várias universidades. Cleise Mendes, professora da Universidade Federal da Bahia, versará sobre Dramaturgia e Mito. Outro destaque é Günter Blamberguer, diretor do Departamento de Literatura Germânica da Universidade de Colônia, na Alemanha.


A diretora cearense Fran Teixeira também é uma das palestrantes. Suas discussões partirão da poética do alemão Emil Staiger, autor que contribuiu bastante com o pensamento em arte. Apesar de ter sistematizado suas ideias em 1946, seus conceitos atravessam a contemporaneidade. “Ele trata dos gêneros épico, lírico e dramático. É uma referência importante para a teoria do drama moderno”, explica.


Para a pesquisadora e professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), intercambiar saberes com outras áreas do conhecimento é fundamental. “Eu acho que todo tipo de encontro sobre teatro é importante porque é onde se discute, se pensa de forma mais intensa, mais específica. No seminário, tem professores de várias outras áreas que podem contribuir para organizar os pensamentos”, ressalta Fran.


Além das palestras e debates, apresentações artísticas também compõem a programação. O espetáculo Mulieres, do grupo Teatro Mimo, utiliza arquétipos de guerreiras para falar da mulher em uma dramaturgia ritualística e imagética. Dirigido por Tomaz de Aquino, o trabalho envolve mímica, acrobacia e yôga. Outro espetáculo é Cartas do Asilo, da Cia. Vatá, que apresenta um trabalho misturando dança e teatro. Valéria Pinheiro assina a direção do trabalho que conta a vida da escultora francesa Camille Claudel. (Danilo Castro)

 

Confira programação completa

 

SERVIÇO

 

Seminário Teatro Mito Antropofagia

Quando: 16 a 19 de maio

Onde: Conferir programação

Inscrições: teatrodabocarica@ig.com.br ou no local do evento

Outras informações: 8758 1374 e 9635 0644

Programação gratuita

Enviar por e-mail Imprimir Corrigir
Compartilhar
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor no:
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.

Mais comentadas

anterior

próxima