Mobile RSS

rss
Assine Já
Entrevista 09/06/2012

Pequeno manual amoroso

Fenômeno na Internet, o padre Chrystian Shankar ganhou visibilidade nacional ao dar conselhos descontraídos para quem está interessado em começar um namoro. Agora, ele lança livro sobre o tema
Compartilhar

“É preciso se livrar do tal ditado: ‘namorado ou namorada não se arruma na noite’. Meu irmão, quem não procura não acha! Você quer namorar? Então não fique dentro da sua casa, enfurnado no seu quarto, falando mal da vida e olhando os namorados e as namoradas de seus amigos. Saia com sua turma (...). Quem não é visto não é notado! Homem e mulher não caem de goteira. Se você não sair, se as pessoas não lhe virem, como vão se interessar por você?”.

 

A orientação acima faz parte do vídeo 10 Conselhos para quem deseja arrumar alguém, que se tornou um verdadeiro fenômeno na Internet. Com mais de 1 milhão e 600 mil visualizações no YouTube, os tais conselhos deram projeção nacional ao seu autor, o padre Chrystian Shankar.


Pároco do Santuário Nossa Senhora Aparecida, em Divinópolis (MG), 37 anos de idade, Chrystian se notabilizou por aconselhar seus fiéis, com descontração, leveza e bom humor, sobre relacionamento amoroso. Entre outros vídeos com sermões seus disponíveis na Internet estão 7 sinais que o namoro não vai dar certo, As 13 ameaças do casamento, e 10 conselhos para manter um relacionamento .


Depois do sucesso na web, Padre Chrystian agora chega ao mercado editorial e lança o livro Como encontrar o seu amor. Em entrevista exclusiva ao O POVO, por telefone, ele fala sobre este novo projeto e sobre relacionamentos amorosos, é claro.

 

OPOVO - Como surgiu seu interesse por relacionamentos afetivos?

Padre Chrystian Shankar -Desde que eu era jovem sempre via uma carência muito grande da Igreja falar uma linguagem mais próxima das pessoas, do que as pessoas viviam. Nas minhas rodas de amizade, antes de ser padre, as pessoas comentavam que a Igreja fala muito do que a Bíblia diz, mas não jogava a Bíblia nas nossas vidas. Depois que me tornei padre, comecei a me esforçar para trazer a Palavra de Deus mais para perto das famílias. Como já preguei muito em retiros para casais e para jovens, eu comecei a notar que os problemas que eles me traziam eram praticamente os mesmos, a variável era muito pequena, mas quase todos se tratavam de relacionamentos. A partir daí passei a abordar o assunto em minhas pregações.

OP - Como foi o retorno de seus fiéis?

Padre Chrystian - Foi incrível. Todas as quartas-feiras nós celebramos a Missa da Família, e foi lá que em 2010, 2011, a gente começou a falar sobre relacionamento. As pessoas no começo levavam cadernos para anotar, depois queriam gravar as homilias, pediam para que a gente fizesse CD com as gravações. Depois passaram a pedir as imagens também... A procura foi tanta que decidimos colocar vídeos dessas homilias no site da paróquia de Divinópolis, mas com tantos acessos, o site acabou saindo do ar. Daí decidimos postar no Youtube. Ainda hoje, celebramos a Missa da Família e reunimos semanalmente mais de 10 mil pessoas, muitas delas jovens!

OP - Como surgiu a ideia de escrever um livro sobre a busca pelo amor?

Padre Chrystian - O livro é decorrente desta procura de informações sobre relacionamento amoroso. Cada vez mais, nos retiros para jovens ou para casais que eu vou, na própria paróquia, nas missas, as pessoas me procuram para se aconselhar a respeito. Por isso o livro.

OP - Essa angústia a respeito do assunto aponta para um aumento na sensação de carência na humanidade?

Padre Chrystian - O ser humano sempre foi carente, não está mais nem menos. O que acontece é que atualmente as pessoas estão tentando sanar essa carência natural com o descompromisso com o lado emocional. Hoje é muito comum o ato de “ficar”. Como eu não quero ter compromisso emocional com o outro eu prefiro apenas “usar” o outro. Ou seja, eu fico com várias pessoas numa noite, fico com todo mundo, mas, na verdade, não fiquei com ninguém. É a satisfação pelo descartável. O que essas pessoas não veem é que é exatamente esse tipo de comportamento que não vai sanar a sua carência. As pessoas precisam sanar sua carências de dentro para fora, encontrar seu ponto de equilíbrio.

 

OP - É mais fácil ou mais difícil ter um relacionamento nos dias de hoje?

Padre Chrystian - Eu tenho a impressão que hoje em dia facilitou o começo dos relacionamentos, mas dificultou a permanência. E a explicação é simples: aquilo que começa de qualquer jeito termina de qualquer jeito. Colocaram na cabeça que a tecnologia vai lhes suprir emocionalmente. Muita gente acredita que se supre com relacionamentos virtuais. Mas o que acontece é que quando essa pessoa passa do real para o virtual cai na tentação de aplicar na realidade o comportamento que ela tinha no computador. Aí dá tudo errado, é claro. Porque é muito fácil mentir, fingir ser outro, ter outros gostos atrás da tela de um computador, mas na vida real é bem mais complicado.

OP - A se levar em consideração essa sua última resposta, o advento das novas tecnologias, as redes sociais, a Internet, enfim, são prejudiciais aos relacionamentos amorosos. Isso procede?

Padre Chrystian - Eu não acredito que sejam prejudiciais ou benéficos. Isso é muito relativo. Até nossos sentimentos não são bons nem ruins, em essência. Bons ou ruis são o uso que fazemos deles. A Internet tanto pode ser uma janela para o céu como uma porta para o inferno. É como uma faca de cozinha, por exemplo, o problema não é o que se usa mas como se usa. A faca de cozinha nas mãos de uma cozinheira vai servir para preparar um excelente prato, mas nas mãos de um assassino pode causar uma morte - e a culpa não é da faca! Se a pessoa tem na cabeça onde ela quer chegar, pode usar a Internet tranquilamente para chegar a este ponto na vida real ou num relacionamento na vida real Eu conheço muita gente que namora por celular porque mora em cidade diferente de seu amado e usa o celular para abreviar a distância. Mas também conheço muita gente que está arrasada porque terminou relacionamentos que duraram anos por causa de uma mensagem que encontraram no celular.

OP - Qual é o segredo para ser feliz num relacionamento amoroso?

Padre Chrystian - A primeira coisa é o respeito ao outro, ao ser do outro e e ao modo com que o outro enxerga o mundo. O outro não sou eu. Ele está comigo, mas ele permanece com suas individualidades. Se eu não respeito isso, ele se torna um mero souvenir, um chaveirinho meu. E isso não é um relacionamento. A segunda é o diálogo. Casal que não conversa não se entende. Quem não gosta de conversar não deve nem casar. Porque vai chegar uma hora em que eles não terão mais força física nem beleza, o que vai ficar de pé é o carinho, o respeito e o diálogo. E a terceira é ter Deus presente no relacionamento. Quem não se relaciona bem com Deus, nem adianta querer casar. Porque o relacionamento é divino, nele está a presença de Deus. É Ele quem fará o casal unido e feliz. Casal que reza junto, conversa e se respeita.

 

ENTENDA A NOTÍCIA


A carreira de “conselheiro sentimental” do padre Chrystian Shankar começou no altar do Santuário Nossa Senhora Aparecida(MG), onde ele é pároco. De lá, sua performance ganhou a Internet e mais de 1 milhão de visualizações .

 

Serviço

Como encontrar o seu amor

Autor: Padre Chrystian Shankar

Editora: Universo dos Livros

Número de Páginas: 128

Preço (médio): R$19,90

 

Multimídia

Leia a íntrega do capítulo Dez conselhos preciosos do livro Como encontrar o seu amor, do Padre Chrystian Shankar, em

www.opovo.com.br

Émerson Maranhão emerson@opovo.com.br
Compartilhar
espaço do leitor
Edmar Sousa 10/06/2012 22:53
Sou assinante do Jornal O Povo e fiz um comentário sobre a matéria intitulada "Pequeno manual amoroso" e ele não foi publicado. Não tinha nada de agressivo. Gostaria de receber retorno. Att.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Taciane Maia 10/06/2012 09:32
Ele não namora e nem casa. Mas ele confessa os arrependidos d relacionamentos frustrados e fracassados que se sustentam infelizes ao longos dos anos. Acredito que ele tem a intenção de prevenir esse tipo d fiéis, ele acredita no amor. Ao assistir os vídeos os conselhos tomar forma e sentido, adorei!
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Taciane Maia 10/06/2012 09:31
Ele não namora e nem casa. Mas ele confessa os arrependidos d relacionamentos frustrados e fracassados que se sustentam infelizes ao longos dos anos. Acredito que ele tem a intenção de prevenir esse tipo d fiéis, ele acredita no amor. Ao assistir os vídeos os conselhos tomar forma e sentido, adorei!
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Taciane Maia 10/06/2012 09:31
Ele não namora e nem casa. Mas ele confessa os arrependidos d relacionamentos frustrados e fracassados que se sustentam infelizes ao longos dos anos. Acredito que ele tem a intenção de prevenir esse tipo d fiéis, ele acredita no amor. Ao assistir os vídeos os conselhos tomar forma e sentido, adorei!
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Taciane Maia 10/06/2012 09:31
Ele não namora e nem casa. Mas ele confessa os arrependidos d relacionamentos frustrados e fracassados que se sustentam infelizes ao longos dos anos. Acredito que ele tem a intenção de prevenir esse tipo d fiéis, ele acredita no amor. Ao assistir os vídeos os conselhos tomar forma e sentido, adorei!
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Ver mais comentários
11
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor: