Mobile RSS

rss
Assine Já
Copa 2014 19/07/2012

Inácio diz que Fortaleza só tem a ganhar com o evento

Inácio disse que "Fortaleza não perde absolutamente nada com a Copa". O candidato também voltou a defender que a Guarda Municipal seja armada
MAURI MELO
Inácio disse que desapropriações são comuns "em qualquer cidade do mundo%u201D, em referência a Copa
Compartilhar


Pelo menos um assunto polêmico já se apresenta como ponto de divergência entre candidatos à Prefeitura de Fortaleza: a Copa do Mundo de futebol, em 2014. Na última terça-feira, Renato Roseno (Psol) fez duras críticas à realização do evento na Capital. Ontem, o candidato do PCdoB, senador Inácio Arruda, foi no sentido inverso, dizendo que é “muito importante” a Cidade realizar o mundial. As declarações foram feitas no programa Debates do Povo, da rádio O POVO-CBN.


“Fortaleza ganha. Fortaleza não perde absolutamente nada com a Copa”, afirmou Inácio. Ele disse que a realização do evento contribui, por exemplo, para a melhoria da mobilidade urbana e da atração de investimentos. Renato Roseno havia dito que a Copa era “um grande tiro no pé” e criticou principalmente processo de desapropriação de famílias.


Sobre isso, Inácio disse que desapropriações são comuns “em qualquer cidade do mundo”, quando se pretende ampliar vias e construir equipamentos públicos. Mas a relação com as comunidades afetadas, segundo o candidato, deveria ser mais transparente. “O problema é o diálogo que você estabelece com a população”, ponderou.


Como exemplo, Inácio citou o projeto de remoção da comunidade que vive próxima ao trilho que passa pelo bairro Mucuripe. Uma alternativa, explicou o senador, seria viabilizar áreas no próprio bairro, onde fosse possível reacomodar as famílias. “Você pode verticalizar algumas regiões daquelas, dentro do Mucuripe”, sugeriu.


Guarda armada

Inácio voltou a defender que a Guarda Municipal seja armada. Segundo ele, a Prefeitura já contrata segurança privada armada para cuidar de logradouros. Por isso, o Município poderia investir em armamento no órgão de segurança que está sob sua tutela. Além disso, o candidato defendeu a criação de unidades pacificadores, que seriam instaladas nos bairros mais violentos. A atuação das unidades seria fruto de uma integração com outros órgãos, como as polícias Civil e Militar.

 

Inácio afirmou ainda que a falta de planejamento e de bons projetos são fatores que inviabilizam alguns investimentos na Capital. Como exemplo de bom projeto, ele citou as obras no entorno do rio Maranguapinho. “Demos o projeto de mão beijada para o governador (Cid Gomes).”

 

O quê


ENTENDA A NOTÍCIA


Inácio Arruda evitou críticas mais contundentes à atual administração (apoiada por seu partido, PCdoB, até poucos meses atrás), mas afirmou que há “problemas de gestão” e que saúde e educação são as áreas mais prejudicadas.

 

SERVIÇO

 

Debates do Povo, com Erivaldo Carvalho, na rádio O POVO/CBN (AM 1010)

De segunda à sexta-feira, das 11h ao meio-dia

Convidado de hoje: Elmano de Freitas, candidato pelo PT

www.opovo.com.br

 

Fala, internauta


Tem uma turma “radical” que vai para a universidade de carro e é contra a construção do VLT. Queria ver pegar o Parangaba/Mucuripe todo dia 6h da manhã (super lotado) para saber se seriam contrários.

Flavio Vinícius vasconcelos

Quem não possui título sobre o imóvel não pode questionar propriedade. Adquiriu sem comprar, perde sem receber. Quem estiver comprovadamente residindo há mais de cinco anos pode pedir usucapião. Não há o que questionar disso.

Ronaldo Pires

 

No palanque todo candidato é inteligente, tem solução pra todos os problemas da cidade, e possui uma alma caridosa para atender as necessidades do povo. Eleito sua inteligencia vai para sua casa juntamente com sua generosidade.

Maria Fátima Martins

 

Saiba mais

 

Durante o programa, respondendo a ouvintes que disseram que ele já votou “contra os aposentados” no Congresso Nacional, Inácio disse: “Nossos votos mais polêmicos foram para ajudar o (ex-presidente) Lula”.

 

Quanto perguntado sobre a avaliação que faz da gestão da prefeita Luizianne Lins (PT), Inácio disse que houve alguns avanços, mas que há “problemas de gestão para resolver”. Saúde e educação foram as áreas que ele destacou como mais problemáticas.


Sobre mobilidade urbana, o candidato disse que é preciso, primeiramente, concluir as obras que estão projetadas ou em andamento, além de realizar um planejamento que leve em conta, também, o crescimento da Região Metropolitana.


Ao comentar a polêmica entre Prefeitura e Governo do Estado em torno do estaleiro na praia do Titanzinho, Inácio disse que “nenhuma obra de grande porte pode ser feita, em uma cidade como Fortaleza, sem dialogar com o prefeito”.

 

Marcos Robério
Compartilhar
espaço do leitor
Tania 21/08/2012 10:45
Inácio Arruda que nasceu e cresceu no Dias Macedo nunca fez nada pelo bairro, o esgoto passa na frente das casas há décadas... Aí vem esse cidadão querer se eleger para governar uma cidade. Não fez pelo bairro que nasceu vai fazer pela cidade??? Me poupe!
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Jose Luciano Muniz Lima 20/07/2012 12:44
Deixem colocarem sua genitora que mora a décadas no Dias macedo pra umas favelas depois do J. Walter! Deixava nada se diz defensor do estatuto das cidades! Um analfabeto. Está lá que quando se remove população para bem público a mesma tem que ficar nas proximidades. PALHAÇO>
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Francia Freire 20/07/2012 12:00
não precisa ser profeta para afirma que e bom para cidade bom aida mas seria se não bom para corrupção
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Oliveira 19/07/2012 16:19
Inácio Arruda como senador da república pelo Ceará fez o que até agora? Até agora nunca apareceu para comentar os escândalos de corrupto que o PT, PMDB e aliados no governo federal vivem envolvidos há 9 anos! Será que depois do julgamento do mensalão ele continuará sendo funcionário do Lula? Será?
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Oliveira 19/07/2012 15:41
O povo cearense não tem memória, não sabe mesmo ou é cúmplice do Inácio Arruda? Esqueceram que ele como relator abafou a CPI das ONGs? Não queria investigar R$20 bilhões para ONGs suspeitas! Envolvimento com as mesmas ONGs que derrubaram 2 ministros corruptos da dona Dilma!
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Ver mais comentários
13
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:

Mais lidas