Mobile RSS

rss
Assine Já
Aliança por um fio 28/05/2012

Luizianne diz que "política não é dívida, é parceria"

A prefeita reagiu às declarações de Cid Gomes, que afirmou estar quite com Luizianne Lins. Crise entre os dois vem se acentuando nos últimos dias, aumentando o desgaste e a incerteza em torno da aliança PT-PSB
FÁBIO LIMA RAFAEL CAVALCANTE, EM 14/01/2011
Luizianne diz que não será Cid quem escolherá o candidato do PT. Cid afirma que o PSB não aceitará imposições de nome do PT
Compartilhar

A prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), rebateu as declarações do governador Cid Gomes (PSB), que, na última sexta-feira, afirmou que não devia mais nada a ela em termos de apoio político. Na noite de sábado, em entrevista à imprensa, Luizianne disse que “não existe ninguém devendo nada a ninguém, até porque política não é dívida, política é parceria, é aliança”.

 

Luizianne também disse que o foco da discussão não é a questão de estar ou não “quite”, referindo-se à declaração de Cid, que afirmou não ter mais dívidas com a prefeita “no aspecto moral, de gratidão e agradecimento”. Ela relembrou que apoiou Cid em duas oportunidades (2006 e 2010), enquanto ele a apoiou apenas em 2008. Em 2004, quando Luizianne venceu pela primeira vez a eleição para prefeita, Cid estava no PPS e apoiou a candidatura do hoje senador Inácio Arruda (PCdoB).


A petista reafirmou que vem tentando falar com o governador, ligando diretamente para ele, sem êxito. Cid havia dito que verificou com sua secretária e não havia registro de nenhum contato da prefeita. “Eu não liguei pra secretária dele. Liguei diretamente pra ele, pelo celular dele. Sempre me comuniquei com ele dessa forma”, enfatizou.

 

“É preciso enfrentar”


Além disso, segundo a petista, o deputado estadual Antônio Carlos (PT), líder do governo na Assembleia Legislativa, tentou ser um intermediário no contato, mas também não teve sucesso. “A gente tem que enfrentar as coisas como elas são. Às vezes você tem que enfrentar até dizer um não, mas é importante que se enfrente”, criticou Luizianne.


Um dos pontos de maior desentendimento entre o governador e a prefeita é em relação ao nome a ser indicado para disputar a eleição, caso a aliança se mantenha. O preferido da prefeita é o secretário municipal de Educação, Elmano de Freitas. Ele tem o apoio da maioria dos delegados do PT, que realizará seu encontro municipal no próximo dia 3, quando o candidato poderá ser definido.


Referindo-se à suposta resistência do governador a alguns nomes do PT, a prefeita considerou que “é muito complicado você dizer: ‘Eu apoio o candidato de lá, desde que seja da minha preferência’”.


Na sexta-feira (25), Cid disse que continuaria fazendo o possível para preservar a aliança entre PT e PSB, o que não significava dizer, segundo ele, que o PSB aceitaria imposições. Luizianne contestou essa possibilidade dizendo que o PT tem o direito de se posicionar, fazer seu processo interno de debate e definir o candidato. “Como é que tem imposição de nome, se o PT ainda vai democraticamente decidir?”, questionou.


A prefeita ressaltou ainda que o PT tem muita tranquilidade no momento porque, na opinião dela, o partido conhece a “Fortaleza real” melhor que qualquer outra candidatura que apareça. De acordo com Luizianne, há “muita fala populista e demagógica” e pessoas “que ficam muito nos clichês”.


O desentendimento entre Cid e Luizianne se acentuou a partir da última terça-feira, quando o governador se encontrou com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em São Paulo, e chegou a conversar sobre a sucessão em Fortaleza. Embora tenha dito que considerou o encontro “natural”, a prefeita demonstrou descontentamento e disse que “não precisava o governador conversar com o (ex-) presidente” antes de falar com ela. Apesar disso, ambos continuam pregando a manutenção da aliança.

 

Por quê


ENTENDA A NOTÍCIA


A já tumultuada aliança entre PT e PSB se desgastou ainda mais na última semana, após declarações conflitantes de Luizianne Lins e Cid Gomes. Embora ainda preguem a manutenção da aliança, o acordo está quase inviável.


Frases


Falta de diálogo

“Eu tenho ligado para o governador e o governador não me atende.

O que eu posso fazer mais?”

 

Luizianne, dizendo que o governador Cid Gomes tem se esquivado das tentativas de conversa que ela tem feito


Dívida

“Não existe ninguém devendo nada a ninguém, até porque política não é dívida, política é parceria, é aliança.” 

 

Luizianne, respondendo ao governador, que disse não dever mais nada a ela em termos de apoio político


“Eu não liguei pra secretária dele. Liguei diretamente pra ele, pelo celular dele. Sempre me comuniquei com ele dessa forma.”


Após Cid ter dito que desconhecia as tentativas de contato da prefeita


“O partido (PT) tem o direito de se posicionar, fazer seu processo interno de debate e sair com seu nome.”


Defendendo que o PT tenha autonomia na escolha do candidato

 

“Não precisava o governador conversar com o (ex-) presidente antes de falar comigo.”


Sobre Cid ter se reunido com Lula na semana passada


Frases


Falta de diálogo

“Sinceramente, desconheço. Perguntei a secretária, quando vi a noticia no jornal, e ela me disse que não tinha nenhum registro da prefeita Luizianne Lins.”

Cid Gomes, após a prefeita ter dito que ele estava se esquivando do contato com ela

 

Dívida

“Nesse aspecto moral, de gratidão e agradecimento, (estamos) quites.
Nem ela me deve nada, nem eu devo nada a ela.”


Cid Gomes, dizendo que está livre da necessidade de apoiar a prefeita na próxima eleição


“O que estiver ao meu alcance para preservar a aliança do PSB com o PT eu vou fazer. Agora, isso não quer dizer que a gente tenha que aceitar imposições”


Cid (assim como Luizianne) continua pregando a manutenção da aliança. Porém, há exigências de ambas as partes


“Eu reconheço que o PT tem o direito de decidir sozinho. Se quer escolher sozinho, não pode pedir apoio de ninguém. Se quer o apoio de outros, tem que conversar com os outros. ”


Cobrando que os aliados participem na escolha do candidato 

Marcos Robério
Compartilhar
espaço do leitor
Marcelo Barroso 28/05/2012 20:58
Nao confundam PARCERIA com PORCARIA. Pois, Porcaria vcs ja fizeram muitas!
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Damião Feitosa 28/05/2012 15:48
Concordo. Política não é dívida nem tampouco significa parceraia, pois o povo não está sendo ouvido. Os dois estão apenas defendendo o lado pessoal em detrimento da participação popular, como se o povo fosse um bando de maria vai com as outras. Respeitem o povo gente.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Daniel Soares Barbos 28/05/2012 13:59
Enquanto a prefeita se preocupa com politicagem o povo está morrendo de dengue nos hospitais hiperlatados, presenciamos no albert sabim a morte de um garoto de 9 anos que possou 4 horas para ser atendido e acabou morrendo la mesmo.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
PEDRO VINÍCIUS 28/05/2012 13:18
E o tsunami da coerência vai atropelar esses dois... Ninguém aguenta mais essa novela chata potencializadas pelos jornais. pré-candidatura de RENATO ROSENO nessa quinta-feira.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
André 28/05/2012 12:39
Pense em dois caras chatos: Cid e Luizianne
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Ver mais comentários
17
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:

Mais comentadas

anterior

próxima