Mobile RSS

rss
Assine Já
Transposição do Rio São Francisco 16/05/2012

Canteiro de obras está esvaziado, diz Landim

Segundo o deputado, trabalhadores estariam há meses sem receber pagamento, situação que teria se agravado com o escândalo envolvendo a Delta. Petrobras cancelou contratos. Planejamento do governo Dilma não comenta caso
EDIMAR SOARES
Construtora Delta (no detalhe, acima) atua na região do Cariri
Compartilhar


O cronograma das obras que vinham sendo executadas pela construtora Delta no Ceará não está ameaçado apenas em Fortaleza. De acordo com o deputado estadual Wellington Landim (PSB), em Mauriti, no Cariri cearense, o lote 4 da transposição do Rio São Francisco, obra que faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), tem sofrido um esvaziamento no canteiro de obras. Fica a dúvida sobre como os impasses serão solucionados a fim de preservar os prazos estabelecidos.


Conforme Landim, vice-líder do governo Cid Gomes na Assembleia Legislativa, a maioria dos operários trabalha para empresas terceirizadas pela Delta. “Em algumas empresas, os trabalhadores não estão recebendo (pagamento) há meses. A Delta já estava com problema com o Governo Federal, que não estava aceitando o ‘replanilhamento’ dos preços das obras. Agora, a situação se agravou por causa das investigações”, afirmou.


A construtora Delta é pivô do escândalo envolvendo Carlinhos Cachoeira e comanda uma série de obras do PAC pelo Brasil. O escândalo está sendo investigado no Senado, por meio de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), instalada no último dia 3.


Wellington Landim, que tem bases eleitorais na região de Mauriti, acrescenta que a situação está gerando revolta na comunidade. “A obra já está muito atrasada. Já tem mais de um ano que o cronograma não vem sendo cumprido”, ressaltou.


Gravidade

Landim destaca ainda que a desmobilização dos canteiros de obras é um problema gravíssimo. “Quanto mais houver atraso, mais cara a obra vai ficar”, alerta.

 

Ontem, a presidente Dil-ma Rousseff afirmou que a transposição é o maior empreendimento de infraestrutura hídrica que o Governo Federal está executando e já está com 36% das obras concluídas. Ela prometeu concluir a obra, nos trechos do Ceará, até o fim de 2014. “O Projeto de Integração vai levar água para a população urbana de 390 municípios do semiárido nordestino”, afirmou a presidente.


Procurada pela reportagem, por e-mail, a Delta confirmou apenas a rescisão do contrato com a Prefeitura de Fortaleza. Não foram respondidas questões sobre como a compra da Delta pela holding J&F repercutiria no Ceará nem sobre quem está hoje no comando da empreiteira no estado. A assessoria também não comentou sobre as obras no interior do Ceará.

 

O POVO tentou, sem sucesso, contato com a assessoria do Ministério da Integração Nacional.


E agora


ENTENDA A NOTÍCIA


A Delta é acusada de financiar suposto esquema de distribuição de propina e influência política, comandado por Carlinhos Cachoeira.E uma das responsáveis pelas obras da transposição do Rio São Francisco.

 

SERVIÇO

 

Para obter mais informações sobre a Transposição do Rio São Francisco, acesse:

http://www.integracao.gov.br/projeto-sao-francisco1

 

Lucinthya Gomes lucinthya@opovo.com.br
Compartilhar
espaço do leitor
Raimundo Firmino 16/05/2012 10:35
A verdade nessa CPI jamais virá à tona, os culpados serão os que já sabemos, o PT vai abafar as investigações, vai fazer barulho e muita presepada para desviar as atenções do foco real que são os seus fartos casos de desvios de dinheiro na administração pública. Esses são os Ratos Vermelhos!!
Este comentário é inapropriado?Denuncie
1
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor: