CONSTRUÇÃO. COMPRA 03/09/2016

Para deixar o imóvel a sua cara

notícia 0 comentários
{'grupo': '', 'id_autor': 19040, 'email': ' andresongurgel@opovo.com.br', 'nome': 'Anderson Cid'}
Anderson Cid andresongurgel@opovo.com.br
CAMILA DE ALMEIDA
Marcelo Fiuza fez modificações no imóvel que comprou para utilizar melhor os espaços

Ao comprar o imóvel onde se vai morar, é importante se sentir à vontade no ambiente e ter espaços que atendam às necessidades do morador de forma adequada. Quando a compra é feita na planta, em alguns casos é possível pedir que sejam feitas modificações, de modo a fazer com que os cômodos cumpram esse papel.

 

Uma família menor que abre mão de um quarto para ampliar a sala, uma cozinha que passa a ter comunicação com a sala no formato de cozinha americana, um quarto de empregada que é reaproveitado para fazer um gabinete. Essas são algumas das customizações mais comuns, como conta Cintya Delfino, gerente de incorporação da Moura Dubeux, que realiza esse tipo de serviço.


“Eu acho que todos os clientes, hoje, independentemente da condição financeira, procuram algum tipo de personalização”, conta. Isso porque, dependendo do tamanho do apartamento e da quantidade de unidades em um empreendimento, pode ser mais ou menos viável para a construtora fazer essas modificações.


Nos de alto padrão é possível fazer mudanças maiores, como modificar o layout dos cômodos, enquanto em imóveis mais populares costuma-se trocar materiais, revestimentos e afins. O tipo de modificação que pode ser feito depende também da fase em que a obra se encontra e do tipo de empreendimento.


“Salas comerciais são muito personalizadas, dependem muito da profissão da pessoa. Então, se a gente entrega uma já com tudo pronto é certeza que o cliente vai ter que gastar tirando tudo para fazer do jeito que quer depois”, diz Mauro Clark, diretor de vendas da WR Engenharia. Nesse caso, acaba sendo mais vantajoso não entregar o imóvel com todos os materiais e acabamentos instalados, de modo a economizar tempo e dinheiro.


Modificações

Susana Fiuza e Marcelo Fiuza compraram um imóvel na planta que receberam no ano passado. O casal não fez grandes modificações no layout do apartamento, mas aproveitou uma suíte, que acabaria não sendo tão usada, para transformá-la em um gabinete que Marcelo hoje usa para ler e estudar. Ele conta, no entanto, que a estrutura original foi mantida, de modo que a mudança é reversível e pode se adequar a futuros moradores, facilitando a venda.

 

Susana é arquiteta e, junto com o marido, proprietária da Susana Clark Fiuza Arquitetura e Ambientação, onde recebe clientes que também querem modificações no imóvel ao comprar na planta. Esse serviço é comumente feito há algum tempo, mas tem sido mais procurado.


Ela conta que muitas vezes os empreendimentos já são projetados de forma a facilitar intervenções na planta das unidades. Como exemplo, os banheiros podem já ser postos no projeto para ficarem em lugares mais fáceis de serem modificados.


Mauro diz que essa prática tem ficado mais popular principalmente nos empreendimentos de alto padrão, já que neles a possibilidade de individualização é maior. “A compra do imóvel de alto padrão acaba sendo como uma roupa encomendada para ser feita sob medida. Quando a pessoa quer um terno bom, vai em um alfaiate que faça um personalizado e ele cai melhor do que outro que não seja”, afirma.


Esse serviço costuma ser cobrado pelas construtoras para cobrir os custos relacionados às mudanças. No entanto, o comprador pode acabar economizando caso já tenha intenção de fazer as modificações de qualquer forma, já que quebrar o que já foi feito para depois refazer provavelmente sai mais caro.

 

No alto padrão é possível fazer mudanças maiores, como modificar o layout dos cômodos"

 

undefined

espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Jornal de Hoje | Imóveis