ENTREVISTA. ALBANIR AMÉRICO E BRUNA BRAUN 27/08/2016

Simpex/Dasart em expansão

notícia 0 comentários
{'grupo': 'ESPECIAL PARA O POVO', 'id_autor': 19076, 'email': 'larissa.pacheco@opovo.com.br', 'nome': 'Larissa Pacheco'}
Larissa Pacheco larissa.pacheco@opovo.com.br
MATEUS DANTAS/ESPECIAL PARA O POVO
Bruna Braun e Albanir Américo: Simpex tem 25 anos no mercado

O Grupo Simpex, que atua há 15 anos no ramo da incorporação, é o nome por trás do recém-inaugurado Grand Shopping Messejana. A empresa, hoje, trabalha em conjunto com a Dasart, que desenvolve linhas mais arrojadas para o grupo. Em expansão, a empresa se volta agora para o setor de shopping e também hotelaria. Além de movimentar o mercado imobiliário, o grupo declara a preocupação de gerar empregos, e fomentar a cultura, criando espaços de aprendizagem como o Museu da Fotografia, que será inaugurado ainda neste ano, é o que contam Albanir Américo, gerente de marketing do grupo, e Bruna Braun, gerente de marketing do Grand Shopping.

 

O POVO - Qual é a história do grupo Simpex?

Albanir Américo - A empresa Simpex já possui 25 anos de atuação no mercado, mas no começo ela não atuava como uma incorporadora, começou como uma empresa de importação e exportação. Somente em 2001 entramos com força total na incorporação por conta de uma demanda de mercado. Houve esse crescimento e criamos essa expertise para a construção de casas em condomínios até evoluir para os prédios que temos hoje.

 

OP - Há cerca de um ano nasceu a Dasart. Se a Simpex já era sólida no mercado, com 25 anos de história, porque criar uma nova empresa?

Albanir - A Dasart é uma segunda linha da Simpex. A gente recebia essa expertise dos condomínios fechados, com algumas incursões de prédios, mas a gente precisava de uma linha mais arrojada. Então o Vitor Frota, que é o presidente da Dasart, atua na Simpex como diretor junto ao Silvio Frota, que é o presidente do grupo. Esse formato foi composto como uma sociedade, mas de fato temos duas empresas bem sólidas. Hoje as duas empresas trabalham em conjunto e daqui pra frente sempre vamos ver a marca Simpex/Dasart.

 

OP - Qual o tamanho do grupo Simpex/Dasart hoje?

Albanir - O grupo Simpex é formado pela incorporadora e existe esse braço que é a Dasart Incorporações. Além da incorporadora dentro do mercado imobiliário, esse ano o grupo Simpex/Dasart entrou no segmento de mall e shopping center com a inauguração do Grand Shopping e estamos entrando no segmento de hotelaria também com um projeto de um hotel funcional, com uma pegada mais corporativa, localizado em frente ao espigão da Beira-Mar.

 

OP - Quais são os empreendimentos futuros do grupo?

Albanir - Primeiro tem o Jonas Cardoso, que é um prédio na região do Cocó. Ele foi nossa estreia na junção das empresas e acaba carregando do DNA da Dasart, que tem esse apelo mais urbano. É um empreendimento inteligente com tudo o que o cliente deseja. Foi feito a partir de uma pesquisa de mercado bastante assertiva, onde a gente pode entender o que é realmente importante para o fortalezense. Está com 60% já comercializado e ainda estamos começando as obras.

 

OP - Grandes construtoras estão buscando estratégias de vendas e o mercado está cheio de promoções. Qual a politica do grupo Simpex/Dasart quanto a isso?

Albanir - Nós temos a felicidade de ter estoques muito baixos, a gente tem empreendimentos que são 100% vendidos na fase de obras e acabamos saindo um pouco dessa batalha dos descontos. Porém, damos sempre a opção de cada proposta ser discutida, nós escutamos muito os clientes. Se ele acha que aquele valor não cabe, a gente trabalha uma entrada facilitada, ele não deixa de fechar o negócio e recebe um produto acima da média.

 

OP - Recentemente o grupo inaugurou o Grand Shopping Messejana. Como foi pensando o projeto?

Bruna Braun - A gente fica no coração de Messejana e abrange 33 bairros. Todo o projeto foi baseado em uma pesquisa. A região de Messejana tinha a carência de um equipamento como um shopping. Também queremos atingir o público do Eusébio, onde se encontram alguns empreendimentos da Simpex/Dasart. Nos primeiros dias, tivemos mais de 50 mil pessoas circulando de quarta a domingo. Em primeiro lugar, hoje, o visitante vai ao shopping pelo lazer. Cerca de 25% do Grand Shopping é voltado para essa área.

 

OP - Como o Grand Shopping se coloca diante da concorrência?

Bruna - Há um processo de regionalização na Cidade. Temos shoppings que atendem hoje suas regiões de atuação e claro que existe uma saudável divisão de público, mas é preciso dar a opção para o cliente, e estamos lá para sermos a primeira opção.

 

OP - Fortaleza viveu recentemente um boom no segmento de shoppings, com inaugurações e ampliações, como avalia esse cenário?

Bruna - A Cidade precisa de um tempo para a maturação de todos esses equipamentos. Tudo aconteceu muito rápido, mas é um movimento natural que é necessário para o desenvolvimento da economia da Cidade como um todo.

 

OP - Qual o retorno esperado?

Bruna - A gente teve um investimento no valor de R$ 100 milhões, mas enquanto a retorno, varia muito. Vai depender da reação do mercado. No nosso caso, nesse primeiro momento a preocupação é a própria maturação do equipamento, vendas, mas também a satisfação do nosso lojista e do nosso consumidor. O shopping já nasceu com uma expansão planejada, de 6 mil m². Imaginamos que seja em 3 a 4 anos, mas quem vai realmente ditar é a demanda.

 

OP - O grupo Simpex/Dasart vai inaugurar o Museu da Fotografia. Como é esse projeto?

Albanir - O que a gente quer é que ele seja tão moderno quanto os outros museus que existem. São 3 pisos; dois pra o acervo, e um volante, para a exposições mais rápidas. Há um compromisso muito grande do próprio Silvio Frota de que esse seja um lugar onde se debata fotografia. Ele vai ser inaugurado ainda neste ano e a gente o considera um presente para a Cidade.


A ideia nasceu do amor que Silvio tem pela fotografia. Ele possui um dos maiores acervos fotográficos do País e desde 2009 cataloga essas obras, pensando em como exibir esse material para o grande público. 

 
Há um processo de regionalização na Cidade. Temos shoppings que atendem suas regiões de atuação e claro que existe uma saudável divisão de público, mas é preciso dar a opção ao cliente

undefined

espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Jornal de Hoje | Imóveis