CONDOMÍNIO. PROCEDIMENTOS BÁSICOS 20/08/2016

Seu lar em segurança

notícia 0 comentários
TATIANA FORTES
Empresa especializada é reforço, mas moradores precisam ter responsabilidade

Sensores, alarmes, câmeras e homens armados. São muitos os serviços disponíveis no mercado para manter sua família em casa com segurança. Mas zelar por ela começa com procedimentos básicos.

 

Lílian Alves, vice-presidente de condomínios do Sindicato da Habitação do Ceará (Secovi-CE) e proprietária da Focus Administração Imobiliária, conta que é importante lembrar que a responsabilidade por manter o condomínio seguro não é só dos funcionários, mas também dos condôminos. Ela enumera atitudes simples, como ter atenção ao autorizar entradas no condomínio, fechar as vias de acesso ao passar e identificar-se ao chegar.


Francisco Fernandes, diretor administrativo e financeiro da Esquadra Soluções Imobiliárias, diz que é muito comum que os invasores entrem no condomínio por meio de disfarces, principalmente de prestadores de serviços, como entregadores. Por isso é essencial que o porteiro pergunte ao morador através do interfone se a entrada é permitida e que ela só seja autorizada se o serviço tiver, de fato, sido solicitado.


Outro método usado é o de entrar no condomínio pelo portão da garagem, aproveitando a hora em que um carro esteja entrando ou saindo, ou até mesmo pela entrada de pedestres, caso esteja aberta para algum serviço.


Deve-se lembrar que, apesar de haver recomendações que se aplicam a qualquer condomínio, as normas para cada um são definidas na reunião condominial. Desse modo, caso o morador tenha uma questão relacionada ao assunto que queira levantar ou crítica ao modo como o condomínio lida com a segurança dos moradores, ele deve preferencialmente levar isso à reunião. Desse jeito, não só é possível tomar medidas imediatas como também pô-las em pauta para serem discutidas com os demais condôminos.


Daniel Amarante Viana é síndico de um prédio que fica em uma área particularmente perigosa e há poucas semanas decidiu reforçar a segurança do condomínio. Além das câmeras, barreiras de monitoramento com alarme e cerca elétrica, os moradores também têm a proteção de um serviço de segurança privada contratada pelo condomínio e por outros seis vizinhos.


O grupo, que é uma associação de moradores, junta mensalmente R$ 14 mil para pagar a viatura que monitora a região. Daniel alerta que os perigos não são reduzidos a zero, mas já é possível perceber uma melhora na segurança do local. (Anderson Cid, especial para O POVO)

 

DICAS


Síndico


ORIENTE e treine os funcionários de modo adequado

 

LEVE a questão da segurança às reuniões com condôminos, de modo a conscientizar o grupo

 

EXIJA documentos e referências de novos funcionários

 

EM CASO de obra ou qualquer outro serviço no condomínio, peça à empresa que identifique os funcionários que executarão o serviço

 

Condômino

 

AUTORIZE entrada no condomínio apenas de visitantes que já conheça

 

AO AUTORIZAR a entrada de um prestador de serviço, cheque que se trata, de fato, de quem você solicitou. Se possível, peça à empresa contratada que diga o nome de quem vai até você

 

NÃO ATENDA a campainha caso o visitante não tenha sido anunciado pelo interfone e não se saiba sua identidade

 

OBSERVE no entorno se há pessoas suspeitas ao entrar ou sair do condomínio


COLABORE com os procedimentos de segurança adotados no condomínio

 

MANTENHA o carro travado e sem objetos de valor dentro quando estacionado na garagem

 

NÃO DEIXE as chaves de casa na portaria.


 

undefined

espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Jornal de Hoje | Imóveis