EMPREENDIMENTOS 30/04/2016

Pensado para as crianças

notícia 0 comentários
{'grupo': 'ESPECIAL PARA O POVO', 'id_autor': 19076, 'email': 'larissa.pacheco@opovo.com.br', 'nome': 'Larissa Pacheco'}
Larissa Pacheco larissa.pacheco@opovo.com.br
DIVULGAÇÃO
Brinquedoteca do Jardins do Lago, empreendimento da Terra Brasilis

Não só para quem tem filhos, mas também para quem pretende ter, empreendimentos com espaços para crianças são considerados uma necessidade tão importante quanto a localização do imóvel. E, por isso, é uma das prioridades das construtoras na hora de conceber um condomínio.

 

Não só para quem tem filhos, mas também para quem pretende ter, empreendimentos com espaços para crianças são considerados uma necessidade tão importante quanto a localização do imóvel. E, por isso, é uma das prioridades das construtoras na hora de conceber um condomínio.

 

“Tem um peso muito grande na hora da compra. Na falta desses espaços, o cliente se preocupa em como vai fazer para o filho se divertir, se vai gastar mais”, afirma Araújo Ataick, supervisor comercial Muza Construtora. Segundo Araújo, a tendência de mercado é a preocupação com esses equipamentos voltados para os filhos. “Por isso, quando é feito o projeto, são pensados vários equipamentos para proporcionar diversão a esse público”, diz.


Já incorporados ao projeto desde à concepção, eles não são considerados custos a mais pelas construtoras. “Por serem espaços que já fazem parte dos itens essenciais de um empreendimento, não enxergamos como um gasto a mais, mas como um investimento”, afirma Patriolino Dias, diretor-executivo da Dias de Sousa Construções.


Karla Michele, professora, tem dois filhos pequenos e acha que é essencial um espaço para as crianças. “No meu condomínio temos playground, quadra de esportes e piscina”, conta. Para ela, contar com esses espaços, ajuda na também na socialização dos meninos Samir e Filipe. “Só saímos nos fins de semana muitas vezes após as brincadeiras. Evitamos engarrafamentos e ajudamos na socialização deles com outras crianças, outro fator importante nessa fase da vida”, diz.


Além do já conhecido playground, outros espaços são pensados. “Temos brinquedoteca, sala de jogos, piscinas infantis pensadas para aulas de natação, e até pet place, um espaço em que as crianças podem brincar com o seu animal de estimação”, completa Patriolino.


Outra construtora que investe em espaços infantis é a Terra Brasilis. Segundo Eduardo Ponte, diretor de novos negócios da empresa, há ainda a preocupação de criar espaços que aproveitem ao máximo as áreas verdes e naturais, que incentivem a prática de brincadeiras tradicionais.


“Notamos que estes espaços são bem utilizados pelos moradores. Em um de nossos empreendimentos, temos uma pracinha à beira do lago, que já se tornou um ponto de encontro das babás que levam as crianças menores para um passeio”.


O cuidado com a segurança desses equipamentos é uma preocupação das construtoras. “Nos preocupamos com a segurança das crianças, por isso colocamos telas de proteção nos lugares que podem apresentar algum risco. Evitamos brinquedos com quinas, utilizamos piso macio ou areia e, nas quadras de esporte, usamos o padrão de segurança”.


Segundo Araújo, a Muza sempre busca ver junto dos órgãos reguladores se cada equipamento utilizado está de acordo com as normas de segurança. “Uma construtora séria tem que prezar por isso. Buscar brinquedos com qualidade, adequados para cada idade e que atendam aos pré-requisitos de segurança é fundamental”, afirma.

 

Tem um peso muito grande na hora da compra. Na falta desses espaços, o cliente se preocupa em como vai fazer para o filho se divertir.

 

undefined

> TAGS: imóveis
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Jornal de Hoje | Imóveis