TENDÊNCIA. LANÇAMENTOS 09/04/2016

Pequeno não, compacto

notícia 0 comentários
{'grupo': 'ESPECIAL PARA O POVO', 'id_autor': 19076, 'email': 'larissa.pacheco@opovo.com.br', 'nome': 'Larissa Pacheco'}
Larissa Pacheco larissa.pacheco@opovo.com.br
JÚLIO CAESAR, ESPECIAL PARA O POVO
O engenheiro Fernando Falcão escolheu um apartamento de 44m² para investir

Morar perto do local de trabalho, de escolas, shoppings e supermercados é o sonho de muitas pessoas. Com as principais áreas da cidade cada vez mais adensadas, diminuir a metragem das unidades e torná-las compactas é uma da alternativa das construtoras para atender a esse consumidor e tornar esse sonho possível, sem haver aumento exorbitante nos preços.

 

Tendência há alguns anos, as unidades cada vez menores vieram para ficar, explica Apolo Scherer, presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Ceará (Creci-CE). Com uma média de 50m², a tendência de imóveis com este perfil é ficarem ainda menores.


Imóveis com até cinco cômodos são hoje os mais comuns e são compostos por sala, quarto, banheiro, cozinha e varanda. “Hoje, já temos apartamentos com 30m². No futuro, essa será a média”, comenta.


Para compensar o pouco espaço privativo, as construtoras passaram a aproveitar ao máximo as áreas sociais de um empreendimento. “Academia, espaço gourmet e espaço infantil são algumas das apostas das construtoras para atrair o cliente que busca um imóvel compacto”.


Além disso, outras comodidades são oferecidas e buscam atender às demandas do público alvo desses empreendimentos, que é composto por casais com até um filho, pessoas solteiras e idosos, diz Eugênio Montenegro, proprietário da Fibra Engenharia.


“Viver em um imóvel compacto é uma forma moderna de morar. Pensando nos clientes, serviços como o de camareira, bicicletas compartilhadas e infraestrutura de fibra ótica para internet são oferecidos para trazer muito mais comodidade”, diz.


O engenheiro Fernando Falcão é dono de uma unidade que tem cinco cômodos, distribuídos em 44m². A compra do imóvel foi pensada como um investimento para gerar lucro com o aluguel. O apartamento compacto foi escolhido pelo valor investido, que não seria muito grande, e o alto potencial de rentabilidade.


“Por ser perto de universidades, shoppings e ter uma boa infraestrutura, com certeza tem público para ser alugado”, comenta Fernando. Ele afirma que, um dia após a entrega do imóvel, um casal já o havia procurado para fazer uma visita.


Além de ser um investimento, a unidade compacta é a mais procurada por aqueles que procuram o primeiro imóvel. “A tendência é investir nesse tipo de imóvel devido a alta demanda e a todas as facilidades na hora da compra”, explica Gama Filho, sócio-diretor da Tech Construtora.

 

VANTAGENS


PREÇO

Se comparada a uma unidade com a mesma localização, os compactos tendem a ser mais baratos.

PRATICIDADE

Mesmo compactos, eles não perdem em conforto. Serviços como o de camareira e oficina compartilhada são pensados para levar mais comodidade ao morador. Outra facilidade é na hora de limpar e arrumar.

MANUTENÇÃO

Os custos com manutenção de um imóvel nesse estilo também são menores.

VALORIZAÇÃO

Como são tendência, os compactos tendem a se valorizar mais.

 

undefined

> TAGS: imóveis
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Jornal de Hoje | Imóveis