FINANCIAMENTO. DICAS 02/04/2016

Imóveis: dicas para minimizar o impacto dos juros

notícia 0 comentários

Na ponta da planilha do financiamento imobiliário estão os juros. E são eles os números mais sentidos nas parcelas mensais. A Caixa, que detém 63% do mercado de financiamento de imóveis, subiu nesta semana as taxas para operações com recursos da poupança. Pelo Sistema Financeiro Imobiliário (SFI), por exemplo, foi de 11,5% para 12,5% ao ano (a.a). No caso de servidor que recebe salário pela Caixa Econômica Federal, foi de 10,5% para 11% a.a. Especialistas dão dicas para amenizar os impactos dessa alta. Sim, é possível.

 

Para o economista Célio Fernando, ajuda muito o princípio básico de manter, no máximo, 30% do orçamento comprometido com habitação. “É importante manter o consumo sustentável. Caso não caiba, é indicado procurar um imóvel com valor menor que também atenda às necessidades”.


Simples, mas eficiente, é reorganizar as contas da família. Para ele, comprar frutas da estação, consumir somente o necessário e reduzir os desperdícios de alimentos ajudam. Também é importante reduzir a fatura do cartão de crédito e não pagar o mínimo. Cheque especial? Nem pensar.


Outra dica do economista é esperar um pouco, no caso de ter uma boa entrada. Por exemplo, se tem R$ 100 mil para dar de entrada e pode esperar um ano, esse recurso aplicado pode render até 12% ao ano em juros. “É melhor do que pagar quase esse mesmo valor. E depois de um ano o cenário pode já ter melhorado, como há essa expectativa”.


Para Célio, não custa muito eliminar uma possível ostentação de consumo ou a validade de ter uma roupa em que pesa a etiqueta. Não é para sempre, apenas em um momento de mudança de mentalidade financeira. Vale o esforço.


Bom momento

Apesar dos juros altos, o poder de negociação está com o consumidor. Isso porque o mercado está em baixa. “Estamos em um momento bom para comprar para quem tem o dinheiro no bolso, porque está conseguindo negociar mais”, argumenta o professor da Universidade Federal do Ceará (UFC) e pesquisador da área de finanças pessoais, Érico Veras Marques.

 

Ter relacionamento com o banco onde vai fazer o financiamento pode ajudar com juros menores. Mas não é um fator primordial, conforme Érico. “Há bancos que financiam a construção de imóveis, mas cobram das construtoras que vendam somente com financiamento deste banco”. (Andreh Jonathas)

undefined

espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Jornal de Hoje | Imóveis