COMPRA E VENDA 19/12/2015

Mercado é melhor ter um corretor

notícia 0 comentários
{'grupo': ' ', 'id_autor': 16420, 'email': 'andreh@opovo.com.br', 'nome': 'Andreh Jonathas'}
Andreh Jonathas andreh@opovo.com.br

Você sabe vistoriar um imóvel, avaliá-lo à luz do mercado e desenrolar documentação do negócio? Se sim, parabéns! Se não, esqueça a negociação direta de um imóvel, porque há uma grande chance de dar algo errado e você perder dinheiro, além de ganhar cabelos brancos precocemente.
Conforme Erinaldo Dantas, advogado do Sindicato da Habitação do Ceará (Secovi-CE), geralmente, quem negocia um imóvel sem corretor não tem a exata noção dos detalhes envolvidos.
 

“Há muitos riscos. Comprando por meio de corretor e assistência de um advogado, terá uma maior segurança jurídica. Uma situação comum é que você vai comprar um imóvel e só depois que já deu o sinal descobre que há uma restrição com aquele bem”, ressalta.
 

Por isso, conforme Erinaldo, recomenda-se fazer algum pagamento apenas no momento da transferência, quando já tiver o conhecimento de que o imóvel é juridicamente perfeito. “Tem que ver a situação do imóvel e condições do vendedor. O cidadão comum não vai entender um processo judicial, por exemplo”. Muitas vezes, o consumidor acaba não cumprindo essa indicação.
 

Mesmo sendo advogado, Luís Paulo dos Santos Pontes optou por entregar a negociação a um corretor. “Não tive dúvida, porque quem paga a taxa de corretagem é o vendedor e não o comprador. Eu dou um bônus se quiser”, diz. Paulo procurou um corretor que já conhecia. “Vou fazer o acompanhamento básico, fora isso, é assinar e pagar”.

Sem prejuízos
O presidente do Secovi-CE, Sérgio Porto, afirma que a compra e venda imobiliária é muito difícil para um leigo. Exige conhecimento de mercado para avaliação do imóvel, conhecimento de engenharia para saber o estado do imóvel e conhecimento de direito, para se envolver de segurança jurídica.
“Por isso, as boas imobiliárias têm excelentes profissionais da área e advogados para assessorá-los. Envolve certidões de diversas naturezas do imóvel, do vendedor e do cônjuge, se for o caso”, comenta Sérgio. Para ele, há muitas armadilhas nas quais um leigo pode cair e ter prejuízos e muita dor de cabeça.


Outro argumento dos especialistas ouvidos é que há uma falsa expectativa de que o valor do imóvel pode ser menor se não tiver um corretor envolvido. O que não ocorre, porque o preço será balizado pelo mercado e não pelo desejo do vendedor. 

 

Frase

Comprando por meio de um corretor e com a assistência de um advogado, o consumidor terá uma maior segurança jurídica 

undefined

espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Jornal de Hoje | Imóveis