ALUGUEL. TEMPORADA 28/11/2015

Projeto de férias

notícia 0 comentários
{'grupo': '', 'id_autor': 19040, 'email': ' andresongurgel@opovo.com.br', 'nome': 'Anderson Cid'}
Anderson Cid andresongurgel@opovo.com.br
CAMILA DE ALMEIDA
João e Rosa Maria Barroso, os irmãos têm imóveis para alugar por temporada

Com a alta temporada se aproximando, aquecem-se setores da economia destinados ao turismo. Em meio a isso, os viajantes se veem na necessidade de procurar onde se hospedar e, para além do hotel ou da casa do amigo ou parente, uma modalidade acaba se destacando. Segundo pesquisa do Ministério do Turismo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), enquanto essas duas alternativas têm tido leve queda de popularidade, cada vez mais pessoas procuram ficar em imóveis alugados por temporada.

 

No entanto, ao alugar um imóvel nas férias ou pôr o seu para alugar, é preciso estar atento a alguns detalhes para garantir que o negócio seja proveitoso para as duas partes. Por exemplo, segundo Rodrigo Costa, coordenador de locação do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis (Creci-CE), é importante se certificar de que as imagens de divulgação do imóvel correspondem à realidade.


“Muitas vezes, os inquilinos veem no anúncio uma coisa belíssima e ao vivo é outra, então é importante conferir tudo”, conta ele. Deyves Souza, corretora de imóveis, comenta que quando não se mora perto da cidade do imóvel a ser alugado, é recomendado pedir a um amigo ou parente que more próximo para ir checar.


Também é recomendado que os viajantes contem com imobiliárias e corretores para intermediar o negócio, ao invés de ir direto ao proprietário. Isso porque, desse modo, o inquilino sabe que tratará com profissionais especializados e há uma garantia maior de que a negociação ocorra tranquilamente.


Um dos pontos mais importantes para ter certeza de que não haverá problemas futuros é a vistoria. Uma antes e outra depois do período de locação. Assim, caso algum item seja danificado ou esteja faltando após o período de estadia, o locatário é responsabilizado. Do mesmo modo, caso o locador cobre por algo que não havia no imóvel ou acuse o locatário de danificar um item que já não funcionava, as vistorias provarão o contrário.


Bom negócio

João Barroso Filho, engenheiro civil, disponibiliza apartamentos para locação por temporada em Fortaleza junto com os irmãos. Segundo ele, o mau momento recente na economia chegou a impactar a procura pelos imóveis, mas quando o negócio está em alta fatura-se bem mais do que com um contrato de aluguel de moradia.

 

João, que faz esse tipo de negócio há cerca de dois anos, lembra que é preciso dar bastante atenção ao cliente e não esquecer de sempre aprimorar o imóvel.


Já Vera Bezerra atua profissionalmente no ramo da locação por aluguel há oito anos. Ela aponta que o maior desafio desse mercado é a concorrência, que é sempre muito competitiva em Fortaleza. Por outro lado, há também a vantagem de a ser cidade ser uma das maiores rotas de turismo do país, o que atrai a clientela.

 

DICAS


PARA LOCATÁRIOS

Dê preferência a imóveis que estejam sob responsabilidade de corretores ou imobiliárias

 

Caso vá lidar direto com o proprietário, tenha o auxílio de um profissional na hora de elaborar o contrato


Caso negocie com um profissional, procure saber se ele tem cadastro no Creci


Se o imóvel for parte de um condomínio, verifique as regras para áreas comuns


Procure saber as vantagens e desvantagens da localização do imóvel


PARA LOCADORES

Lembre de deixar o imóvel bem mobiliado

 

Caso necessário, cobre o valor do aluguel antecipado. Por lei, nesse tipo de locação isso pode ser feito


Preocupe-se sempre em aprimorar o imóvel com reformas e manutenções


Faça vistoria tanto no início quanto no fim do período de locação, para evitar desentendimentos sobre a conservação do imóvel


Se sentir a necessidade de uma garantia extra, solicite uma caução ao locatário


Verifique se os pontos acertados no contrato estão claros para as duas partes e que ambos concorda m em todos os termos

 

SAIBA MAIS


A pesquisa de Sondagem do Consumidor, do Ministério do Turismo em parceria com a Fundação Getúlio Vargas, acompanha as intenções do brasileiro com relação a viagens turísticas.


Na última atualização do estudo, referente a outubro, apurou-se que 84,1% dos entrevistados com planos para viajar pretendiam visitar destinos nacionais.


Além disso, a parcela de entrevistados que pretendem se hospedar em imóvel alugado aumentou cerca de 32% de um ano para cá, indo de 2,8 para 3,7 pontos percentuais nas intenções de meios de hospedagem.

undefined

> TAGS: 0
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Jornal de Hoje | Imóveis