CONDOMÍNIO. CONTA DE ÁGUA 31/10/2015

Como separar

notícia 0 comentários
{'grupo': 'ESPECIAL PARA O POVO', 'id_autor': 18933, 'email': 'ingridrodrigues@opovo.com.br', 'nome': 'Ingrid Coelho'}
Ingrid Coelho ingridrodrigues@opovo.com.br
CAMILA DE ALMEIDA
Paulo Sanford, síndico profissional: um dos condomínio que ele administra optou pela individualização dos hidrômetros
Compartilhar

Você mora em condomínio, é cuidadoso sobre o desperdício de água, mas quando a conta chega, a situação parece não mudar? Se o sistema de água do seu prédio ainda é coletivo - com rateio da conta -, pode ser a hora de optar pelo hidrômetro individualizado. A medida se torna ainda mais importante com a proposta da Cagece de aumentar em média 12,9% a tarifa de água, além de cobrar mais  caro de quem não reduzir o consumo. 

 

Para a individualização, a ideia deve ser levada até assembleia condominial. Nela, o quórum necessário para a aprovação da obra, que tem caráter útil - quando facilita ou otimiza o uso -, deve ser de 50% + 1 de todos os condôminos. Após a aprovação, a administração deve atentar para as instalações condominiais.


Se estas forem recentes, obedecendo a Lei Municipal 9009/05 - que estabelece a obrigatoriedade dos hidrômetros individuais nos condomínios verticais -, o síndico poderá entrar diretamente em contato com a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) e solicitar o cadastramento dos condôminos para a individualização da conta. Caso as instalações do condomínio sejam mais antigas, será preciso solicitar uma empresa especializada na instalação de hidrômetros em edificações.

 

Quem fez

Assim procedeu o Síndico Profissional Paulo Sanford Feitosa. À frente do Residencial Forte Iracema, ele levou a proposta da individualização dos hidrômetros - demanda que partiu dos próprios moradores -, à assembleia. Depois, foi realizada uma outra assembleia para a escolha da empresa que realizaria a instalação dos hidrômetros.

 

De acordo com ele, o codomínio já era preparado para uma possível individualização. “A construtora já deixou uma estrutura pronta para a individualização dos hidrômetros. Em codomínios verticais mais antigos, não há nem isso, o que aumenta o custo da individualização”, conta Paulo.


“Nós fomos a campo buscar empresas que realizassem esse trabalho e convocamos uma nova assembleia para que estas empresas pudessem apresentar suas propostas”, explica Paulo. A obra de instalação dos medidores individuais de água está em andamento há 20 dias no condomínio administrado por ele. Para custear as obras, foi aprovada uma taxa extra. O custo da individualização dos hidrômetros foi de R$ 430 para cada unidade.


Segundo Paulo, a ideia de consumo justo e com menos desperdício foi fundamental para levar a proposta a assembleia. “Cada um paga sua conta a conta conforme o seu consumo. Com a conta rateada e dividida, não há muito essa consciência de economizar. O hidrômetro individualizado se torna também uma forma de conscientizar o morador”.

 

Procedimento na Cagece

Segundo o Superintendente Comercial da Cagece, Agostinho Moreira, o síndico deverá ter o cadastro de todos os condôminos para a emissão das contas individualizadas. “A administração entra com requerimento e a Cagece envia um técnico para avaliar se o condomínio está apto. Constatada a aptidão, só é preciso os dados dos moradores para cadastro”.

 

Para Agostinho, não há desvantagens na individualização. “Na sistemática tradicional, há uma ligação única. Com a individualização, é possível ter um controle mais efetivo. Se houver um vazamento, por exemplo, o morador vai poder identificar, porque a conta virá alta. Assim, ele terá até mais interesse em resolver problemas como esse e em economizar, já que a conta não será dividida”.

 

Serviço

Para solicitar a individualização ou para mais informações

www.cagece.com.br

0800 275 0195

 

undefined

> TAGS: 0
Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Jornal de Hoje | Imóveis