MERCADO. ESTRATÉGIA 12/08/2015

A Construtora também financia

notícia 0 comentários
{'grupo': 'ESPECIAL PARA O POVO', 'id_autor': 19023, 'email': 'carolkossling@opovo.com.br', 'nome': 'Carol Kossling'}
Carol Kossling carolkossling@opovo.com.br
Compartilhar

O financiamento direto com a construtora é uma opção na hora de adquirir um imóvel novo. Principalmente após as mudanças nas regras da Caixa Econômica Federal que causaram impacto no mercado. O momento atual pede a criação de alternativas para os clientes, declara Felipe Capistrano, gerente de incorporações e comercial da Mota Machado. Após um período sem oferecer o financiamento direto ao cliente, a construtora decidiu retomar, na última semana, a modalidade para dois empreendimentos Momentum e Riviera Beach Place.

Os recursos para realização do financiamento são da própria Mota Machado. Além de garantir a venda do imóvel, esse tipo de financiamento ajuda as construtoras a fidelizar clientes, diz o vice-presidente Financeiro do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará (Sinduscon-CE), Ricardo Nóbrega Teixeira. “Ocorre que muitas pessoas desistiram dos contratos e as empresas tiveram de fazer isso para não perder capital de giro”.


Já a C. Rolim Engenharia desde a fundação, há 38 anos, oferta ao cliente o financiamento direto com a construtora. Ticiana Rolim, diretora comercial e de marketing da empresa, avalia a prática como conservadora, pois vem do tempo do avô, Clóvis Rolim, que sempre construiu com recursos próprios os empreendimentos, o que facilita o financiamento das unidades aos clientes.


Para contratar

Ao aderir ao sistema é feita uma escritura com alienação fiduciária com as condições de pagamento e negociação registradas em cartório. O imóvel é transferido ao comprador e caso ele não pague o financiamento ele perde 30% do que pagou, além de devolver o bem. “Com essa modalidade de financiamento nossa inadimplência é muito baixa, menos de 2%”, informa Ticiana.

Ricardo acredita que quando a economia do País começar a se recuperar, as construtoras devem deixar os financiamentos com os bancos e usar os recursos em caixa para financiar suas obras. “Isso é consequência do cenário atual, pelas dificuldades que o mercado financeiro está impondo ao mutuário e ao construtor”.(colaborou Bruno Cabral)

Números

80 meses é o prazo de pagamento nos financiamentos próprios da C. Rolim Engenharia


PARA O CLIENTE


condições de pagamento

Para aderir ao financiamento da Mota Machado o cliente deve dar 50% do valor da entrada e financiar o restante em até 60 meses. Felipe Capistrano explica que o prazo é para viabilizar a operação.

Já na C.Rolim o prazo é de até 80 meses para quitar a unidade. Ticiana Rolim destaca que o financiamento com a construtora tem mais flexibilidade. O valor de entrada depende da escolha do cliente e do momento em que adquirira unidade.


A Mota Machado não estende o financiamento próprio para imóveis comerciais ou de segunda moradia. Já C.Rolim lança, neste ano, o primeiro prédio comercial e irá manter as mesmas condições de pagamento para o financiamento com a construtora.

undefined

Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Jornal de Hoje | Imóveis