CONSTRUÇÃO. EMPRESA E CLIENTE 27/05/2015

Segurança no financiamento

notícia 0 comentários
CAMILA DE ALMEIDA
Jorge Otoch, parceiro na construção do Evolution, diz que bancos acompanham a obra financiada
Compartilhar

O financiamento dos bancos às obras de um empreendimento é garantia a mais para o consumidor na hora de pleitear crédito. Como as instituições financeiras são rigorosas na análise, o dinheiro só é liberado para empresas que estejam com a saúde financeira em dia e que têm idoneidade perante o mercado. É o que explica Jorge Otoch, sócio diretor da Otoch Empreendimentos, parceira da Moura Dubeux no Evolution Central Park, que promete facilidades aos compradores na relação com os bancos.

 

Ele afirma que as dez primeiras torres lançadas do empreendimento são financiadas por Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. Para as próximas seis torres, também há propostas no Bradesco e no Itaú. As torres comerciais devem ter financiamento do Santander. “As taxas de juros são a partir de 9% ao ano. Depende do produto”, revela Otoch.


Ele acrescenta que as instituições financeiras liberam dinheiro para as obras, apenas se as etapas forem cumpridas de acordo com o cronograma previsto. “A obra avança e ele atesta o cumprimento”.

 

Taxas

Ricardo Coimbra, professor de economia da Faculdade 7 de Setembro e mestre em economia pela Universidade Federal do Ceará (UFC), ressalta que o consumidor ainda tem a vantagem de conseguir taxas menores de financiamento quando a construtora faz a entrega das chaves.

 

“Quando o cliente recebe o imóvel, se ele financiar com o banco que financiou a construção, tem mais chances de barganhar taxas de juros menores”, explica o economista. Ele também destaca que a instituição financeira faz auditoria nas obras, para verificar cronograma.


João Carlos Lima, presidente da Cooperativa da Construção Civil do Ceará (Coopercon-CE), lembra que o consumidor deve atentar para avaliar sua renda antes de tomar o empréstimo. “Se os juros forem compatíveis, eu acredito que vale a pena comprar financiado”, diz. (Beatriz Cavalcante)

 

Números

 

6.420 MIL reais é o valor inicial do metro quadrado (m²) dos imóveis residenciais do Evolution Central Park. Esse valor pode ir aumentando de acordo com a unidade

 

10.250 MIL reais é o preço inicial do metro quadrado das unidades comerciais do empreendimento. O valor também vai variar de acordo com a unidade pretendida

 

60% DO PROJETO do Evolution Central Park já foram atingidos. Foram lançadas dez torres. Duas devem ser lançadas neste ano. E seis a partir de 2016 


O PROJETO

O EVOLUTION é dividido por uma praça de 10 mil m². São nove empreendimentos, uns com uma, duas ou três torres, totalizando 18

 

AS DEZ primeiras torres em obras serão entregues em 2016 

 

JÁ FORAM lançados 5 empreendimentos (R$ 600 milhões): Brodway Central Park; Metropolitan Central Park; Brooklin Central Park; International Trade Center I e International Trade Center II

 

SÃO MAIS de 90 mil m²: praça, seis condomínios residenciais, duas torres empresariais e um hotel


O VALOR Geral de Vendas previsto é de R$ 1 bilhão

 

O COMPLEXO imobiliário está gerando mais de mil empregos diretos

 

PARA PERMITIR sua construção, as empresas, em parceria com o Riomar, tiveram que realizar melhorias na mobilidade urbana

 

FOI FEITA a praça Estrigas e Nice, equipada com área fitness, pista de cooper, faixa para bicicletas, etc


RUAS do entorno foram alargadas

undefined

> TAGS: 0
Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Jornal de Hoje | Imóveis