DICAS. NEGOCIAÇÃO 06/05/2015

Sete dicas para vender seu imóvel

notícia 0 comentários
{'grupo': 'ESPECIAL PARA O POVO', 'id_autor': 18933, 'email': 'ingridrodrigues@opovo.com.br', 'nome': 'Ingrid Coelho'}
Ingrid Coelho ingridrodrigues@opovo.com.br
EDIMAR SOARES
JOHNANTHAN SOUZA E NATÁLIA Rodrigues se casam neste mês e decidiram vender o imóvel que tinham como investimento
Compartilhar


Está querendo vender seu imóvel e não consegue? É normal quando o mercado consumidor fica mais cauteloso para comprar, principalmente com uma inflação acumulada no ano, em Fortaleza, em 8,82%. Porém, se a necessidade de vender é maior do que a capacidade de esperar, O POVO ajuda você nessa missão com sete dicas de quem já vendeu e de especialistas do mercado imobiliário.


A primeira observação é ter cuidado com a conservação do imóvel, que valoriza a venda. Segundo Ricardo Bezerra, diretor da Lopes Immobilis, detalhes como uma boa decoração e boa pintura fazem a diferença. No caso de um apartamento ou casa em condomínio, diz, as áreas comuns como recepção, lazer, salão de festas e guarita também contam positivamente se estiverem bem cuidadas.


E para fazer um bom negócio, seja vendendo ou comprando, é importante estar com a documentação em dia. “É imprescindível que o imóvel esteja juridicamente perfeito. Ninguém vai querer - e nem deve -comprar um imóvel que esteja com pendências”, ressalta Ricardo.


Johnanthan Souza, representante comercial, é um exemplo de caso em que as necessidades pessoais falaram mais alto. “Quando comprei um apartamento junto com minha mãe, a ideia inicial era investir ou alugar o imóvel. Como vou me casar agora em maio e já tenho outro apartamento, achei melhor vender para mobiliar a casa”, explica.


Além das despesas com a festa e os gastos com móveis, a venda do apartamento também servirá para quitar alguns compromissos mais urgentes. “Mesmo sabendo que o momento não é favorável para a venda, não deu para esperar”, detalha Johnanthan.


Para não ter prejuízo, ele procurou ajuda de um corretor e procurou ressaltar as qualidades do condomínio onde fica o apartamento na hora de negociar. “Já estou fechando negócio. Quando os compradores vieram, mostrei o condomínio, que tem muitas áreas de lazer e é um espaço bastante arborizado. Tem que saber vender”, destaca.


Outro fator importante é ter flexibilidade no preço. “Inicialmente, estava vendendo por R$ 120 mil. Com muita negociação, resolvi baixar para R$ 95 mil. Mesmo diminuindo bastante o valor do imóvel, ainda deu para lucrar um pouco considerando o preço pelo qual comprei. Além disso, ainda segurei o comprador”, acrescenta.


Cenário

Segundo Ronaldo Cassimiro Pippi, advogado do Centro de Apoio ao Corretor de Imóveis (Caci) do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Ceará (Creci-CE), está sendo possível conseguir preços mais atrativos no mercado de imóveis devido a atual crença de que esse investimento está em declínio. “Quem está vendendo imóveis ciente da situação econômica do País provavelmente está fazendo isso por alguma premência financeira. Aí o cenário se inverte, porque o vendedor vai ter, como regra, que negociar bem e abrir mão do preço”.

 

Para Germano Leardi Neto, diretor de relações institucionais da franqueadora imobiliária Paulo Roberto Leardi, é importante medir se as necessidades pessoais pedem decisões urgentes. “Se a necessidade de trocar de casa é maior do que a capacidade de esperar, vale encarar e fechar negócio. Agora, para um investidor, o peso da economia é maior. Diante dessa situação, é preciso ficar atento aos rumos do mercado, mas preparado para as oportunidades de ocasião que podem aparecer”, explica Germano.


Ricardo ressalta que apesar do período de instabilidade política e econômica, o imóvel continua sendo considerado a melhor alternativa para “guardar” as economias. “O investimento Imobiliário é seguro por ser um bem de raiz, além de ter se mostrado bastante rentável nos últimos anos”, enfatiza.


OS PASSOS PARA A CONQUISTA


CONSERVAÇÃO. Imóvel em bom estado é mais fácil de vender. Além disso, uma boa decoração pode ser o diferencial na conquista do comprador


ÁREAS COMUNS.
Não adianta o apartamento estar em bom estado, mas as áreas comuns não. Portanto, verifique se elas estão limpas antes de levar alguém para visitar o condomínio e o apartamento


DOCUMENTAÇÃO. Ninguém deve vender ou comprar uma unidade que não esteja juridicamente perfeita. A documentação em dia facilita todos os trâmites da venda


NECESSIDADE.
Verifique se as necessidades pessoais realmente falam mais alto. Só venda realmente se estiver precisando, pois quem quer investir deve esperar o melhor momento


CORRETOR.
O profissional pode ajudar quem não tem experiência a vender pelo melhor preço


QUALIDADE.
Saber como vender também é importante. Ressalte as qualidades de cada espaço do imóvel e do condomínio


PREÇO. Quem é vendedor sabe que brasileiro gosta de um bom desconto. Então ter margem para negociar também facilita a venda

 

undefined

Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Jornal de Hoje | Imóveis