CURVAS. DESIGN DOS PRÉDIOS 07/01/2015

Corpinho violão

notícia 0 comentários
{'grupo': '', 'id_autor': 18858, 'email': 'vivianesobral@opovo.com.br', 'nome': 'Viviane Sobral'}
Viviane Sobral vivianesobral@opovo.com.br
DEIVYSON TEIXEIRA
De virar o pescoço. É assim que Luiz Fiuza define o Catamarã, prédio desenhado por ele
Compartilhar

 

Quando traços novos e diferenciados saem do papel e ganham as ruas, o empreendimento costuma chamar ainda mais atenção em meio às demais construções. Em Fortaleza, o design de muitos edifícios tornam o imóvel mais evidente. Os exemplos podem ser encontrados na Beira Mar e em bairros como Aldeota, Meireles e Cocó. Em muitos casos, viram referência, seja de arquitetura moderna ou de localização.


O arquiteto e urbanista Eduardo Bezerra, profissional do escritório Daniel Arruda, conta que a concepção desses produtos demanda mais tempo que o de projetos convencionais. “Leva mais pesquisa, mais trabalho no conceito de fachada. Precisa ser construtivo, não pode ser tão caro, senão o mercado não vai absorver. Mas o produto final é que faz a diferença”, descreve.


Eles assinam projetos como o BS Design Corporate Towers, da BSPAR, que será erguido na avenida Desembargador Moreira, com previsão de entrega para março de 2019; e o Merit Offices & Mall, da RCB, de entrega prevista para 2017, na Santos Dumont.


Outro exemplo na Capital é o WSTC, complexo imobiliário, lançamento da Dias de Sousa, que tem curvas valorizadas por meio dos desenhos dos arquitetos Luiz Deusdara e Daniel Arruda. O conceito do empreendimento, defende o diretor executivo da Dias de Sousa, Patriolino Dias, vai “revolucionar o cenário arquitetônico” de Fortaleza.


Bezerra destaca que o design diferenciado agrega valor aos produtos. “É muito mais do processo criativo do escritório de arquitetura. Essas propostas novas estão sendo muito bem aceitas. O cliente está cada vez mais exigente e, em 2015, podemos esperar novos projetos”, indica.


SAIBA MAIS

TENDÊNCIAS

ENTRE OS MATERIAIS mais utilizados nos projetos com design diferenciado estão a pele de vidro e a iluminação com LED como forte influência.

O PAISAGISMO também é grande diferencial e cada vez mais tem evoluído para acompanhar o projeto arquitetônico.

 

O WSTC, que leva assinatura de Luiz Deusdara e Daniel Arruda, terá 416 salas comerciais. Foram 100 reuniões para desenvolver o projeto, passar a concepção, ver a disposição das salas

 

DESTACA-SE que o material utilizado no WSTC para o design diferenciado encarece o produto. Leva muita pele de vidro, o ACM, que é um tipo de revestimento.

 

undefined

Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Jornal de Hoje | Imóveis