PARA CONSTRUIR 19/11/2014

Como as imobiliárias pesquisam antes de construir

notícia 0 comentários
Compartilhar

Para saber onde construir, que preço colocar e de que tamanho será o imóvel, as empresas buscam realizar uma pesquisa de mercado.

O gerente comercial da Engexata Engenharia, Rosemberg Pires, diz que faz uma consulta com os profissionais do ramo de imóveis. “A gente pega em torno de 50 corretores formadores de opinião e pergunta qual produto deve ser desenvolvido ali. Aí montamos uma base de dados e mostramos para o arquiteto”.


Como exemplo de recente estudo ele cita que no bairro Edson Queiroz, vizinho ao Fórum Clóvis Beviláqua e à Unifor, 90% dos corretores responderam que apartamentos compactos, de dois quartos, são ideais para atenderem a uma demanda de alunos.


As pesquisas também mostram que o produto mais líquido é o econômico. O que significa de R$ 170 mil a R$ 350 mil, com uma área privativa de 55m² a 70m². “E a forma de pagamento destes imóveis normalmente vai de 36 a 48 meses, para pagar 30% do valor do empreendimento e os outros 70% se paga depois, com um financiamento, por exemplo”, conforme Wagner Paiva, do setor de Inteligência de Mercado da Lopes Immobilis.


Ele esclarece que na hora da compra de um terreno, realiza-se um estudo para verificar o estoque do bairro e os concorrentes. “Fortaleza, em geral, tem uma média de estoque de 19 meses, considerando pesquisa nossa feita no período de 2010 até junho deste ano.” (BC)



undefined

Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Jornal de Hoje | Imóveis