DICAS. COMPRA E VENDA 05/11/2014

Segredos dos corretores de imóveis

notícia 0 comentários
CAMILA DE ALMEIDA/ESPECIAL PARA O POVO
Mariana Bauer, da MCX, diz que é possível evitar armadilhas com a ajuda de um corretor de imóveis
Compartilhar

Você tem dúvidas sobre o que fazer para vender ou comprar um imóvel? Os corretores consultados pelo O POVO, revelam quais os principais pontos que devem ser observados tanto na hora da compra, como na venda, principalmente para que ninguém caia em armadilhas.

E, para comprar, não adianta ter uma boa renda se ela estiver comprometida. A renda é o ponto de partida para o corretor traçar o perfil do seu futuro imóvel. “Partindo daí você saberá também se ele tem mais chances de comprar um imóvel novo ou usado”, explica Antônio dos Santos, corretor da Luciano Cavalcante Imóveis.


O próximo passo é visitar o imóvel para saber se ele condiz com seus desejos e se tem defeitos, principalmente se já for usado. Também é importante visitar o bairro para saber a infraestrutura do local: segurança, transporte, escolas, farmácias, supermercados, etc.


A visita é uma das etapas mais importantes da compra. “É nela onde serão avaliadas as condições do produto, a idade dele, o acabamento, se as características do imóvel realmente condizem com o que o proprietário descreveu e se a parte elétrica e hidráulica da casa está boa”, diz Guilherme Campos, corretor de imóveis do Grupo G8.


Mariana Bauer, corretora da MCX, diz que é possível evitar armadilhas se cliente e comprador fizerem as negociações por meio de um corretor credenciado a uma corretora ou ao Conselho Regional de Corretores (Creci-CE).


Muitas vezes quem compra uma casa esquece que o dinheiro também tem que render para a taxa do condomínio. “E algumas chegam a R$ 2 mil”, diz Antônio Oliveira, diretor da Mudilar.


Por último, chegada a hora de comprar, é válido pechinchar. “Às vezes, a unidade custa R$ 500 mil e a gente faz uma proposta de R$ 450 mil. Tem que saber negociar”, complementa.

 

Venda

Não há imóvel que possa ser vendido facilmente se o preço estiver acima do que vale - considerando características da unidade e localização. Dependendo do bairro, o metro quadrado é precificado pela média dos das unidades do entorno.

 

A avaliação do produto é feita pelo metro quadrado. Defeitos podem diminuir o valor em cerca de 10% a 15%. Na Aldeota e Meireles o m² pode variar de R$ 5 mil a R$ 12 mil dependendo da condição do imóvel, avalia Queiroz Neto, gerente comercial da Mercatis Imóveis.


Se a unidade já for usada, há uma depreciação em relação à nova. “Por exemplo, se o preço do metro quadrado no imóvel novo custar R$ 6 mil, um imóvel usado com as mesmas características e com localização semelhante custará R$ 5 mil”, ressalta Paulo Cezar, gerente de vendas de imóveis prontos da A Predial. (Beatriz Cavalcante)


Frase

A visita é uma das principais etapas da venda. Nela, serão avaliadas as condições do produto. E se o imóvel condiz com o que o proprietário descreveu

 

Visão

CLIENTE. Mariana Bauer, da MCX, gosta de se adaptar. Se o cliente preferir, apresentação é mais técnica

undefined

Compartilhar

Veja também

espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Jornal de Hoje | Imóveis