Mobile RSS

rss
Assine Já
Centro 18/09/2012

Desrespeito no primeiro dia das faixas preferenciais de ônibus

O Serviço Rápido de Ônibus (BRS, da sigla em inglês) foi implantado em três avenidas e três ruas e completam o corredor de transporte público do Terminal do Antônio Bezerra até o Centro
Compartilhar

Carros e motos seguem pela via preferencial para ônibus. Motoristas do transporte público trafegam pela faixa da esquerda. Condutores de quase todo tipo de veículo fecham cruzamento ou param em cima da faixa de pedestre. O cenário pode ser visto na manhã de ontem, nas avenidas Tristão Gonçalves, Imperador e Padre Ibiapina, no Centro. No primeiro dia de funcionamento do Serviço Rápido de Ônibus (BRS, da sigla em inglês), o desrespeito dos condutores foi a principal marca.

 

A medida cumpre a Lei da Mobilidade Urbana e objetiva aumentar a velocidade operacional dos ônibus e vans, além de reduzir o tempo de deslocamento dos usuários do transporte público. Além das avenidas, o BRS também foi implantado nas ruas Pedro Pereira, Padre Mororó e Castro e Silva, para finalizar o corredor preferencial de ônibus entre o Terminal do Antônio Bezerra e o Centro, iniciado há cerca de um mês na avenida Bezerra de Menezes.


No entanto, a fiscalização de 50 funcionários da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) e de dez agentes da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC) não foi suficiente para conter as infrações.


Mesmo com a desobediência constante dos condutores, a analista de cobrança Tamila Alves ainda tem esperança de reduzir o tempo de deslocamento de casa, em Maracanaú, ao trabalho, no Centro. “É porque é o primeiro dia. Depois melhora”, acredita. O vendedor de tapiocas Antônio Martins, 40, acredita que o BRS deve trazer melhorias apenas para os usuários do transporte público. “Para quem anda de carro, só vai ser ruim”, diz.


A principal mudança aconteceu na Imperador. Os pontos dos ônibus no canteiro central da via foram eliminados, já que todos os veículos de transporte público deverão trafegar pela direita. Também foram definidas paradas seletivas para três avenidas, em especial, do transporte metropolitano. Assim como na avenida Bezerra de Menezes, as faixas preferenciais devem ser conduzidas por motoristas de ônibus, táxis, vans e transporte escolar. Motocicletas e veículos de passeio podem trafegar pelas faixas apenas em casos de conversão à direita e apenas por até 100 metros.


Comércio insatisfeito


Comerciantes de estabelecimentos à direita do fluxo da Imperador estavam insatisfeitos com o BRS. Isso porque os estacionamentos irregulares agora passaram a ser fiscalizados. “Vão impedir agora que o meu cliente pare o carro aqui em frente e leve o produto. Vou perder muitos compradores”, reclamava o empresário José Nascimento de Morais, 48. “Também não posso mais descarregar as mercadorias”, continua. Nas três avenidas, o estacionamento já era proibido, mas condutores constantemente eram vistos parados nas vias, com o sinal de alerta ligado. Com o novo sistema, a fiscalização aumentou.


O engenheiro chefe da Divisão de Planejamento da Etufor, Antônio Ferreira, afirma que a campanha, a priori, é educativa e ainda não existe um prazo para o início das multas. Também ainda não há um prazo para que os funcionários da Etufor e os agentes de trânsito da AMC deixem as vias. Sobre a reclamação dos comerciantes, Ferreira afirma que os estacionamentos já eram irregulares antes mesmo do BRS.

 

ENTENDA A NOTÍCIA


As faixas prioritárias para ônibus no Centro, juntamente com as faixas preferenciais na Bezerra de Menezes, completam o corredor para transporte público do Terminal do Antônio Bezerra.

 

Saiba mais


Segundo Antônio Ferreira, um carro que invada a faixa preferencial para ônibus comete uma infração considerada leve pelo Código Brasileiro de Trânsito. No caso de um ônibus invadir a faixa não preferencial, a infração é considerada média.

 

Além das irregularidades de descumprimento do novo serviço, outras regras de trânsito eram constantemente infringidas no cruzamento das avenidas Tristão Gonçalves e Duque de Caxias. Motoqueiros atravessavam com sinal vermelho e condutores fechavam o cruzamento.

 
A faixa preferencial funciona, nos dias úteis, das 5h às 21 horas. Aos sábados, o funcionamento é das 5h às 16 horas. Domingos e feriados, o trajeto é livre para qualquer veículo.

Angélica Feitosa angelica@opovo.com.br
Compartilhar
espaço do leitor
marcosjfs 18/09/2012 09:44
Como pode-se exigir educação de uma população provinciana como a nossa? A educação parte de cima e se os de baixo veem os demandos dos que estão em cima acham que devem fazer o mesmo!!! A solução é alugar o "bRASIL"!!!
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Marcelo Barroso 18/09/2012 08:28
Ou novidade, desrespeito no trânsito. Aqui no nosso país a "EDUC AÇÃO" não mudará de um dia pro outro. Ou melhor, a falta de educação, NAO deixará de existir logo logo. Na verdade, o país nunca se preocupou com isso.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Georgia 18/09/2012 08:18
sempre observo o carro da AMC fazendo fiscalização no decorrer da Av. Bezerra de Menezes, só não entendo porque são necessário quatro agentes dentro do mesmo carro.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
3
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:

Mais comentadas

anterior

próxima