Mobile RSS

rss
Assine Já
Polícia Comunitária 03/07/2012

Ronda intensifica contato com população

Policiais do Ronda do Quarteirão foram às ruas para conversar com a população. O objetivo do projeto Ronda Comunitária é aproximar os PMs das comunidades. Efetivo do Ronda é de 3.793 policiais
FOTO: SARA MAIA
Mais de dois mil policiais foram às ruas para ouvir sugestões e reclamações da população
Compartilhar

A aposentada e estudante Sebastiana Vieira, 54, aproveitou a visita dos policiais do Ronda do Quarteirão em casa para reclamar da insegurança na Praça do Otávio Bonfim. “A gente poderia ir lá passear ou pegar um pouco de ar, mas fica com medo”, diz. Mesmo com a reclamação, Sebastiana foi toda elogios à visita dos policiais. “Eu achei ótimo. Quando se ouve de baixo pra cima, fica mais fácil de dar certo”.

 

Um dos objetivos da operação Ronda Comunitária é estabelecer o diálogo com as comunidades atendidas pelo Ronda do Quarteirão. Mais de dois mil policiais foram às ruas de 43 municípios para ouvir as sugestões e reclamações da população sobre a atuação do programa.


“Essa aproximação é importante porque é a população que pode nos informar onde tem armas, tráfico de drogas, boca de fumo, poluição sonora e exploração de crianças e adolescentes. Isso é fundamental para a Polícia”, enfatiza o comandante do Ronda, coronel Jonh Roosevelt Alencar.


O comerciante José Nilson Gomes, 54, não tem do que reclamar em relação à segurança. “Trabalho aqui há cinco anos e, até o momento, nunca fui assaltado”, relata. Para ele, o projeto é importante porque “a sociedade precisa da presença da Polícia, pois ela nos protege”.


Já a dona de casa Osmarina Lima, 65, não está se sentindo tão segura. “Está horrível, tem assalto de todo lado”, comenta. Para ela, é importante que a população se aproxime da Polícia para fazer denúncias.


O Ronda Comunitária também irá ouvir a comunidade sobre outras demandas que podem ou não estar relacionadas à segurança pública - como construção de equipamentos de lazer e iluminação pública. A ideia é que, ao final, as recomendações sejam repassadas aos órgãos responsáveis.


As equipes do Ronda que trabalham nas viaturas já devem realizar, no turno de trabalho, visitas a pontos estratégicos da comunidade - como escolas, comércios e hospitais. “O Ronda foi criado com essa filosofia de policiamento comunitário”, enfatiza o coronel Alencar. A novidade do Ronda Comunitária é que os policiais que ficam nos setores administrativos também são chamados a ir às ruas para conversar com as pessoas. Atualmente, o programa Ronda do Quarteirão possui um contingente de 3.793 policiais.

 

ENTENDA A NOTÍCIA


A operação Ronda Comunitária pretende aproximar os PMs das comunidades. Objetivo é deixar população mais à vontade para denunciar ações criminosas, fazer sugestões ou denunciar desvio de condutas dos militares.

 

Serviço

Telefones do Ronda

O portal O POVO Online disponibiliza os telefones das viaturas do Ronda do Quarteirão em Fortaleza e no Interior.
Acesse: opovo.com.br/servicos/ronda

Ou ligue: 190

Compartilhar

Veja também

Bate-papo com o leitor
espaço do leitor
Fernanda 03/07/2012 16:34
Mas o Ronda já não era comunitária?? Ops, esqueci que há tempos ele se tornara "o mais do mesmo"...
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Cruz 03/07/2012 08:39
Parabens pela iniciativa, esse é o trabalho que se esperava, o famoso "P à P" - porta à porta, com a comunidade, Policiamento se faz com informação buscada na fonte. A interação policiais/moradores, certamente trará excelentes resultados no combate à marginalidade e tranquilidade à Comunidade.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
2
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor: