Mobile RSS

rss
Assine Já
197,6mm 24/06/2012

Maior chuva do ano deixa muitos prejuízos na cidade

Balanço final da Funceme aponta a chuva de sexta-feira como a maior do ano. Foram 197,6 milímetros -superando em 0,1mm a precipitação de 27 de março
KLÉBER GONÇALVES
Chuva abriu cratera na rua Barão de Aracati. Durante a sexta-feira, um veículo caiu no buraco na via
Compartilhar

A chuva de sexta-feira deixou rastros de prejuízo pela cidade. No ensolarado sábado, foi possível sentir as consequencias dos 197,6 milímetros de precipitação em Fortaleza. Segundo o boletim final da Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme), foi a maior chuva do ano na Capital - superando em 0,1 milímetro a registrada no dia 27 de março.

 

O cruzamento das avenidas Desembargador Moreira e Pontes Vieira continua sem o fotossensor e o relógio digital. Apenas o semáforo foi recolocado - em outro ponto da pista. Com a chuva de sexta, os equipamentos caíram quando a calçada cedeu. Funcionários de uma obra da Caixa Econômica ajudavam a repor o calçamento danificado. Agentes da Autarquia Municipal de Trânsito (AMC) também estavam no local, mas não souberam precisar quando os equipamentos serão recolocados.


Na rua Barão de Aracati, esquina com a rua Costa Barros, nenhum motorista se arriscava a estacionar o veículo. A calçada e parte do asfalto também cederam. A atenção no local tem que se maior. A cratera que “engoliu” um carro durante a chuva de sexta-feira ainda estava lá e sem previsão de ser fechada. “O trecho já tinha problemas por conta de uma obra privada. Só fez piorar com a chuva”, denuncia o técnico de eletrônica Agnaldo Wolnger.


O empresário e responsável pela construção do prédio comercial, Francisco Chucha Saboia, passou na manhã de sábado pelo local. Ele descartou relação da obra com o ocorrido. “Creio que não teve nenhuma referência. O que houve foi a erosão provocada pelo grande volume de água”, opina. Chucha afirma que, a partir de segunda-feira, será construído o muro de arrima. “A reconstrução da calçada e do asfalto é responsabilidade da Prefeitura”, aponta.


Na Praia de Iracema, a chuva forte também gerou prejuízos. Um supermercado teve a parte elétrica danificada e acabou fechando temporariamente. “É prejuízo porque estamos sem funcionar desde as 14 horas de sexta até agora (manhã de sábado)”, diz o gerente Sócrates Oliveira.


Na casa de Eliane Guimarães, foi a fossa que estourou devido ao grande volume de água. “Alagou o meu quintal. A manhã foi de limpeza”, comenta. O sábado também foi de reparos na casa da administradora Gisela Silva. Um saco plástico interrompeu a passagem da chuva pela calha e a água acabou jorrando dentro de casa. “Foi terrível, molhou as camas do quarto, a sala e a cozinha”, lembra.


A Defesa Civil do Município registrou 287 casos de sexta para sábado. De acordo com a meteorologista da Funceme, Gabriela Lameu, a previsão para os próximos dias é de “possibilidade de chuva isolada na faixa litorânea do Estado”.

 

O quê


ENTENDA A NOTÍCIA


Das 9 horas de sexta até as 9 horas de sábado, a Funceme registrou 197,6 milímetros de chuva na Capital. Foi a maior precipitação do ano. A ensolarada manhã de sábado deu visibilidade aos prejuízos. População aguarda os reparos.

 

Serviço

 

Para consultar as previsões de chuva

Acesse o site da Funceme: www.funceme.br

Em caso de risco de desabamento ou inundação: ligue 190

Viviane Gonçalves vivi@opovo.com.br
Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor no:

Mais comentadas

anterior

próxima