Mobile RSS

rss
Assine Já
Poluição 19/05/2012

Esgotos clandestinos jogados na lagoa da Parangaba

O entorno da lagoa da Parangaba passa por limpeza regular e outro problema vem à tona: esgotos jogados na água clandestinamente. População sofre com doenças e mau cheiro. Semam diz que vai fazer vistoria
FOTO: EDIMAR SOARES
Em uma das margens da lagoa da Parangaba, há pelo menos duas saídas de esgoto para a água
Compartilhar

Há cinco anos, Sergiano das Chagas é coordenador da limpeza do entorno da lagoa da Parangaba, e essa semana ele está lá novamente. “A gente limpa tudo, mas sempre volta essa sujeira”, reclama ele, apontando a causa: esgotos que desembocam na lagoa trazem todo tipo de sujeira. Até o dia 20 de junho, segundo Eráguito Araújo, chefe de Limpeza Urbana da Secretaria Executiva Regional IV (SER IV), será concluída a intervenção.

 

De acordo com Eráguito, a limpeza do entorno e do espelho d’água é feita a cada três meses por 15 homens. A retirada do mato e do lixo expõe as saídas de esgoto antes escondidas. Em uma das margens, há pelo menos duas saídas de esgoto para a água. “O esgoto contribui mais ainda para a sujeira do local”, diz.


Fernando Costa, morador do bairro, lembra da época em que a lagoa era limpa: “A pesca era grande, era muito peixe. Hoje é poluído demais, ninguém quer os peixes”. A vontade, ele conta, era de levar os filhos para aproveitar o local, se houvesse condições. ”Todo ano a Prefeitura diz que vai tirar isso, mas nunca faz. Tem dias que o mau cheiro é grande demais”.


Do outro lado da lagoa, Neuda de Freitas conta que convive há 15 anos com a situação. Moradora da margem da lagoa, ela diz que sofre principalmente na época das chuvas. “A água já invadiu minha casa esse ano”. O prejuízo também é para a saúde: o filho adoeceu depois de cair na água e teve de passar três meses internado por conta de uma bactéria. “Só estou aqui porque é o jeito”.


Em nota, a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) afirma que está sendo elaborado um projeto de melhoria da rede de esgoto com a substituição dos poços de visita por outros mais resistentes na avenida José Bastos. A previsão é que o estudo seja concluído até o fim de junho. Durante o planejamento, segundo a Companhia, haverá também um plano de conscientização para evitar o lançamento de esgoto na água.


Segundo a Secretaria do Meio Ambiente e Controle Urbano (Semam), será realizada a vistoria da lagoa da Parangaba. De acordo com nota enviada, os imóveis próximos a recursos hídricos são fiscalizados para analisar se estão corretamente interligada à rede pública de esgoto. Em caso de irregularidades, o autuado tem até cinco dias para reparar o dano e pagar multa.

 

ENTENDA A NOTÍCIA


Com a limpeza da lagoa da Parangaba, saídas de esgotos clandestinos ficam ainda mais visíveis. Mau cheiro e doenças são alguns dos problemas apontados pelos moradores do entorno da lagoa. Vistoria será realizada, segundo Semam.

 

Serviço

A ligação de esgoto domiciliar é de responsabilidade da população

 

Para solicitar,basta ligar para a Cagece: 0800 275 0195

 

A população de baixa renda pode solicitar gratuitamente.

Mariana Freire
Compartilhar
espaço do leitor
Edmar 19/05/2012 14:57
É simples: os governantes fingem que governam e a sociedade finge que é governada. Somos, há muito tempo, o país de faz de contas.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Zé Bob 19/05/2012 09:17
A situação é mais grave ainda porque essas coisas tem a anuência do Estado, que tem obrigação legal de fiscalizar, da polícia ambiental, que não investiga as denúncias, e das autoridades de meio ambiente, que sabem disso, mas não tomam as iniciativas. Deveriam ser responsabilizadas por omissão.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
2
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:

Mais comentadas

anterior

próxima