Mobile RSS

rss
Assine Já
07/03/2013

Mobilidade urbana é problema em Fortaleza para Copa das Confederações

Quase tudo está atrasado para a Copa das Confederações. Mobilidade urbana é problema em Fortaleza
FÁBIO LIMA ESPECIAL PARA O POVO
Castelão está pronto, mas obras de mobilidade urbana no entorno serão parcialmente entregues na data de início da Copa das Confederações
Compartilhar

 

A 100 dias para o início da Copa das Confederações, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, está no Brasil para inspecionar o avanço das obras para a competição. O francês segue preocupado com a conclusão dos estádios. O Maracanã, local da final, ainda não chegou a 90% das obras concluídas, e tem previsão para ficar totalmente pronto somente no fim de maio.


Para o membro da entidade que comanda o futebol mundial, a entrega de arenas no período próximo ao torneio atrapalhará os últimos ajustes para o evento. Mesmo desaprovando, Valcke segue com um discurso confiante em relação ao término das intervenções.


“Sem dúvida estamos com uma agenda muito apertada, com poucos dos estádios para a Copa das Confederações prontos, mas confiamos no compromisso feito pelo governo federal e pelos governadores e prefeitos responsáveis de que vão cumprir as garantias que prometeram”, comentou o secretário-geral da Fifa.


Fortaleza não tem o mesmo problema. Ainda em 8 de novembro de 2012, a cidade teve a confirmação que tanto almejava para o principal teste antes da Copa do Mundo: foi escolhida oficialmente como uma das sedes da Copa das Confederações.


O Castelão tinha mais de 90% das obras concluídas, o que representava certa relevância frente a quatro estádios de cidades que sediarão a competição intercontinental. Apenas Belo Horizonte possuía um estádio com números tão expressivos, já que o Mineirão também partia para a finalização do projeto de reforma.


A grande preocupação daquele momento ainda é a principal incerteza do atual cenário. Restando pouco mais de três meses para o começo do torneio, nenhuma obra de mobilidade urbana de responsabilidade da Prefeitura de Fortaleza foi entregue. A promessa é que duas das quatro avenidas de acesso à Arena Castelão só sejam finalizadas no dia 15 de junho, quatro dias antes do primeiro jogo no estádio.


“O nosso compromisso é a entrega do que está acordado na matriz de responsabilidades, que compreende a avenida Alberto Craveiro e a rotatória que circula o Castelão. A Dedé Brasil e o corredor Via Expressa/Raul Barbosa nós temos até o dia 31 de maio de 2014 para entregar”, pontuou o secretário especial da Copa em Fortaleza, Domingos Neto.


No entanto, a Secopa de Fortaleza e o Ministério das Cidades ainda estudam uma maneira viável de solucionar os impasses da mobilidade urbana durante o período da Copa das Confederações.


As modificações nas avenidas Alberto Craveiro e Paulino Rocha compreendem a instalação do BRT (Bus Rapid Transit), que consiste em vias exclusivas para o tráfego de ônibus. As obras só foram iniciadas no segundo semestre do ano passado e registram até agora avanços de 6,5% e 4,2% nas respectivas vias.

 

Ajustes no Castelão


Primeiro estádio a ser concluído para a Copa das Confederações, a Arena Castelão segue em reta final de preparação para o evento que começará em junho. O local sediará três partidas, nos dias 19, 23 e 27. Os quatro jogos da Copa do Nordeste realizados no estádio serviram para ajustar alguns pontos que não estavam totalmente definidos. “Fazer um jogo como o do último domingo, para 54 mil pessoas, é uma oportunidade fantástica para nós aprimorarmos”, explicou o secretário especial da Copa no Ceará, Ferrucio Feitosa.


A Fifa ainda vai promover um jogo-teste em Fortaleza no mês de abril. Ainda não foi confirmado, mas a ideia é a realização do confronto entre Fortaleza e Ceará, no dia 14, válido pela 11ª rodada do Campeonato Cearense.

 

 

Em cima da hora duas das quatro avenidas de acesso à Arena Castelão só serão finalizadas no dia 15 de junho, quatro dias antes do primeiro jogo da Copa das Confederações no

estádio


Apronto parcial Só serão entregues neste ano as melhorias na avenida Alberto Craveiro e na rotatória de acesso à Arena Castelão. Demais avenidas em obras só ficarão prontas em 2014

 

Copa Rei Fahd, em 1992


Torneio precursor

O torneio que antecedeu a Copa das Confederações estreou em 1992, na Arábia Saudita. Com quatro seleções, a Argentina levou o título. O campeonato se repetiu em 1995, no mesmo local.

 

Campeonato oficial


Copa das Confederações

Em 1997, o torneio passou a ser chamado oficialmente de Copa das Confederações. Continuou a ser realizado na Arábia Saudita, mas já passou a contar com oito seleções representando cinco continentes.

 

Evento teste para Copa


A partir de 2001

Nesta edição, o campeonato passou a servir de teste para a Copa do Mundo do ano seguinte. Daí em diante, o torneio é disputado no país que vai receber o Mundial. A exceção foi 2003, quando foi realizado na França. 

 

8

É o número de edições desde 1992. Argentina, Dinamarca, Brasil, México e França foram os únicos campeões

 

3
Foi o número de vezes que o Brasil foi campeão na Copa das Confederações. A seleção canarinho é a que tem mais títulos

Compartilhar
espaço do leitor
Julio Cesar 07/03/2013 12:49
Não precisamos de copa do mundo por aqui..precisamos de qualidade de vida,locomoção urbana e bem estar.Copa do mundo é coisa para país de gente pobre.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Rômulo Alves 07/03/2013 10:21
Eita ilusão!
Este comentário é inapropriado?Denuncie
PQD 07/03/2013 10:10
Jornadas de vinte e quatro horas, sem parar. Vamos que vamos.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
PQD 07/03/2013 10:09
O Estado do Ceará tem que ter seriedade e responsabilidade na conclusão das obras de mobilidade urbana, pois é bom para o compromisso assumido, bem como, para a viabilidade da cidade de Fortaleza. Ô gente, vamos trabalhar sério. Nada de pisar na bola. SUCESSO !...
Este comentário é inapropriado?Denuncie
4
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:

Mais comentadas

anterior

próxima

Mobile RSS

rss