Mobile RSS

rss
Assine Já
Clássico-Rei 14/05/2012

Chororô tricolor

Do lado do Fortaleza, muita reclamação com a arbitragem de Ricardo Marques
EDIMAR SOARES
Pênalti gerou muita insatisfação de dirigentes e torcedores do Leão
Compartilhar


A tentativa frustrada do Fortaleza de evitar o bicampeonato estadual do Ceará deixou o torcedor tricolor desconsolado ao fim do jogo. E acabou sobrando também para as arquibancadas do PV, que ficaram com pelo menos 20 cadeiras quebradas somente onde esteve a torcida do Leão, que foi a primeira a deixar o estádio.


Decepcionados com o resultado, alguns atletas tricolores deixaram o gramado do PV chorando. Os mais exaltados aproveitaram para contestar a arbitragem do árbitro mineiro Ricardo Marques Ribeiro antes de seguirem para o vestiário.


“Triste a gente perder o título, mas o grupo está de parabéns”, lamentou o volante Marielson. “O Ceará não tinha condições de fazer gol na gente se não fosse a arbitragem”, reclamou o lateral-direito Rafinha.


O atacante Cléo foi além do pênalti e reclamou ainda da expulsão do meia Esley, no segundo tempo. Embora a opção por arbitragem de fora tenha sido do próprio Fortaleza, o clube chegou a afirmar, por meio do site oficial, que “um erro da arbitragem fez o título de 2012 mudar de lado”. “A marcação de um pênalti que só o árbitro Ricardo Marques viu terminou por prejudicar seriamente a equipe”, defende.


Para protestar, um torcedor do Leão invadiu o campo durante a comemoração do Ceará e foi retirado próximo ao meio-campo. Com relação aos atendimentos médicos, foram registrados 45 no PV no Clássico-Rei decisivo. A maioria dos torcedores precisou de atendimento por conta de hipertensão arterial. Em seguida, vieram os traumas em geral, resultantes de pedradas, pauladas e confrontos físicos.

 

Segurança


Segundo o comandante da companhia de policiamento de eventos da PM, major George Benício, a avaliação do Clássico foi positiva, apesar dos cerca de 15 procedimentos realizados, a exemplo de prisões. “Ações de planejamento estabelecidas pela PM funcionaram”, garante, mesmo com tanta confusão entre as torcidas. 

 

FICA NO PICI, NEDO?


Permanência incerta

“Vamos parar e descansar um pouco. De repente, uma mudança venha a melhorar", afirmou Nedo

 

A VISÃO DA POLÍCIA

 

Segurança

“Nossa avaliação foi positiva. Ações de planejamento estabelecidas pela PM funcionaram”, garante Benício

 

Fala, tricolor!


“Triste a gente perder o título, mas o grupo está de parabéns.” Marielson, volante do Fortaleza


“Não concordei com marcação do pênalti e expulsão do Esley.” Cléo, atacante do Fortaleza

Compartilhar

Veja também

Técnico pode sair
espaço do leitor
valmirceara 15/05/2012 11:34
TRICOLORIDOS SÓ ENTENDEM DE PATATI E PATATÁ E CARNAVAL!!...VAI FALAR DE FUTEBOL PRA FALAR IDIOTICES???
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Newton Lacerda 15/05/2012 09:14
Título patético do ceará, conquistado através de um penalty inventado !
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Eliaquim 15/05/2012 08:44
Vergonha de um redator oficial do jornal, dizer que as cadeiras quebradas foram somente do lado do leão. Imparcialdade de um redator torcedor do ceará não existe. Meu caro ambas as torcidas existem marginais e vandalos pq alí não foram torcedores que quebraram as cadeiras e sim vandalos.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Cumbia Cumbero 14/05/2012 22:02
Clássico rei,em pancadaria,e pedras voadoras,um gaudério.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
VIL 14/05/2012 21:46
O CEARÁ NÃO PODIA TERMINAR O CAMPEONATO DE OUTRO JEITO... COM GOL DE PENALTY... FORAM QUANTOS MESMO EM TODO CAMPEONATO?
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Ver mais comentários
48
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:

Mais comentadas

anterior

próxima

Mobile RSS

rss