BNB 20/09/2016

Mais de R$ 300 mi já foram destinados para MPEs em 2016

A expectativa do Banco do Nordeste é atingir R$ 500 milhões para Micro e Pequenas empresas até o final do ano. Dados foram apresentados ontem em reunião com a FCDL
notícia 0 comentários
{'grupo': '.', 'id_autor': 19052, 'email': 'irnacavalcante@opovo.com.br', 'nome': 'Irna Cavalcante'}
Irna Cavalcante irnacavalcante@opovo.com.br
EVILÁZIO BEZERRA
A reunião marcou o lançamento do B-R-O-BRÓ no comércio cearense


Mais de R$ 300 milhões em crédito já foram liberados pelo Banco do Nordeste (BNB) para micro e pequenas empresas no Ceará neste ano. Destes, mais da metade foi para formação de estoque. E a expectativa é de que o volume de crédito chegue a R$ 500 milhões até o final do ano. Os dados foram apresentados ontem pelo superintendente do BNB, João Robério Messias, em reunião promovida pela Federação das Câmaras dos Dirigentes Lojistas do Ceará (FCDL) para estimular o comércio a se preparar para o B-R-O–BRÓ, período que vai de setembro a dezembro, considerado o melhor para as vendas.


 

O presidente da FDCL, Freitas Cordeiro, explica que os indicadores começaram a apontar uma pequena melhora da confiança na economia, o que deve se intensificar a partir deste mês. “Estamos numa rampa ascendente e tudo indica, por conta destas pesquisas, que vamos chegar em dezembro com um Natal até melhor que o do ano passado”, afirmou.


Para isso, no entanto, ele ressalta que os lojistas devem se preparar com antecedência. E como o acesso ao crédito continua sendo um dos gargalos, Freitas ressaltou que é importante fazer parcerias como esta com o BNB em busca do que classificou de juros mais civilizados. “A maior data para o comércio é o Natal e para se preparar é preciso ter recursos que permitam constituir estoques”.


O superintendente do BNB explicou que este ano já foram realizadas mais de 2 mil operações de financiamentos de capital de giro. E que a grande novidade aos varejistas em relação aos anos anteriores é a desburocratização do crédito. Ele diz que não é mais preciso que as empresas apresentem projetos para conseguir a liberação do financiamento e em alguns produtos, como o do cartão FNE, o crédito é rotativo, ou seja, há a renovação automática do limite, conforme o pagamento das parcelas sem precisar ir a uma agência.


Além do financiamento tradicional de capital de giro - voltado para formação de estoques, matéria-prima e insumos - e que disponibiliza créditos a partir de R$ 1 mil até o limite aprovado, o BNB possui o cartão FNE MPE, que tem limite de até R$ 1 milhão com crédito rotativo, e o cartão capital de giro, também com limite de R$ 1 milhão, que pode ser usado para aumentar o estoque, mas também em outras operações. As taxas de juros das linhas de crédito disponíveis para o varejo são de 1,12% a 1,6% ao mês. “São as menores praticadas pelo mercado.

 

> TAGS: fcdl bnb mpes
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Jornal de Hoje | Economia