Energia eólica 27/08/2016

Brasil apresenta crescimento de 55% no semestre

Usinas geraram 2.860 MW médios no período. Rio Grande do Norte, Bahia e Ceará também tiveram alta
notícia 0 comentários


A produção de energia eólica no Brasil cresceu 55% nos primeiros seis meses do ano. Com 2.860 MW médios, o desempenho das usinas em operação no Sistema Interligado Nacional (SIN) foi 1.018 MW médios acima do registrado no mesmo período de 2015, quando foi alcançado um total de 1.842 MW médios. Os dados são da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). O Ceará aparece como quarto maior produtor do País.


Ao final do primeiro semestre, os 366 empreendimentos eólicos em operação no Sistema alcançaram 9.330 MW em capacidade instalada, ou seja, incremento de 50% frente aos números de junho do ano passado (6.211 MW), quando havia 244 projetos em funcionamento no País.


Os números do primeiro semestre consolidam a liderança do Rio Grande do Norte que permanece como principal produtor de energia eólica no Brasil. As usinas potiguares produziram 911 MW médios no período, aumento de 40% em relação aos seis primeiros meses de 2015.


Ceará em quarto

A análise aponta o estado da Bahia na segunda colocação com 599 MW médios (+47,5%), seguido pelo Rio Grande do Sul, que alcançou 479 MW médios (+66,6%), e o Ceará com 456 MW médios (+25,7%) produzidos no primeiro semestre.


O resultado aponta perda de posição do Estado, que era vice-líder em 2014 e terceiro lugar em 2015, neste critério.


Os dados da CCEE também confirmam o estado do Rio Grande do Norte com a maior capacidade instalada de usinas desta fonte, um total de 2.773 MW, aumento de 32% em relação ao mesmo período do ano passado. Em seguida, aparecem a Bahia com 1.750 MW (82%), o Ceará com 1.733 MW (33%) e o Rio Grande do Sul com 1.515 MW (17%). O Ceará já foi líder em capacidade, posto que perdeu em 2014.


A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) é responsável por viabilizar e gerenciar a comercialização de energia elétrica no País, garantindo a segurança e o equilíbrio financeiro deste mercado.


De acordo com dados da Associação Brasileira da Energia Eólica (ABEEólica), o País possui 399 usinas instaladas, com capacidade de 9,98 GW. A capacidade de construção é de 8,4 GW. Em termos de potência em construção o Ceará figura na terceira colocação, com 308 MW e outros 699 MW contratados.

 

> TAGS: 0
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Jornal de Hoje | Economia