NO CEARÁ 17/08/2016

Vendas de veículos em leve crescimento

notícia 0 comentários


José Éverton Fernandes, vice-presidente do Sindicato dos Revendedores de Veículos Automotores do Estado do Ceará (Sindivel-CE) afirma que, após dois anos em declínio, as vendas de automóveis no Ceará vêm crescendo, aos poucos. “É bem abaixo do que a gente espera, mas está reagindo”, diz. Os dados para o Estado, segundo ele, se assemelham aos resultados verificados no Brasil.


Sobre o empenho do Governo em aquecer o setor, José Éverton diz apoiar, desde que a medida não seja apenas pontual e paleativa. “Quando o governo reduziu o (Imposto sobre Produtos Industrializados) subiu a comercialização de carros novos, mas não foi criada uma demanda real e depois as vendas caíram assustadoramente. Sou a favor de redução de tributos, mas planejado e duradouro. Se o governo intervém e depois sai, atrapalha mais que ajuda”, analisa.


Segundo o vice-presidente do Sindivel, desde maio deste ano a venda de carros novos no Ceará atingiu uma retração de até 30%, em relação ao mesmo período de 2015. Nos últimos meses, em uma forma de substituição, houve incremento de aproximadamente 30% nas vendas de seminovos (carros de zero a três anos de uso) e de apenas cerca de 0,6% de veículos usados (mais de três anos de uso). Novos e usados cresceram juntos 6%.


Apesar de não visualizar um crescimento amplo do setor no Estado, Éverton Fernandes se mantém otimista, principalmente na venda de automóveis novos que possam garantir o futuro da venda de seminovos.


“O mercado de automóveis vem se recuperando e isso é bom. Nosso mercado de seminovos é o novo que é vendido hoje e, por isso, esperamos que a venda dos novos se recupere”, conclui. (Lígia Costa)

 

> TAGS: economia
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Mais comentadas

anterior

próxima

Jornal de Hoje | Economia