Parceria com Holanda 12/08/2016

Estado estuda tecnologia de dessalinização

Governador Camilo Santana também firmou parceira com universidade holandesa para gerenciamento do recurso. Dessalinização da água abasteceria o Cipp
notícia 0 comentários
{'grupo': 'ESPECIAL PARA O POVO', 'id_autor': 18888, 'email': 'atilasantos@opovo.com.br', 'nome': '\xc1tila Varela'}
Átila Varela atilasantos@opovo.com.br
DIVULGAÇÃO GOVERNO DO ESTADO
O governador Camilo Santana visitou ontem a universidade de Wageningen, na Holanda


O Governo do Estado fechou parceira com a Universidade de Wageningen, na Holanda, para estudar a utilização de tecnologias, gerenciamento de água e soluções para o aproveitamento dos recursos hídricos do Ceará e planos de contingência em situações de seca. Uma delas trata da dessalinização da água do mar para abastecer o Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp) e outra da utilização de sistemas que geram água a partir do ar.


“Conhecemos a evolução de diversas tecnologias para melhor utilização da água. A ideia é que, até o mês que vem, uma missão visite o Ceará para adequar essas soluções à nossa realidade”, destacou o governador, em seu perfil no Facebook. Camilo também visitou o Water Campus, também no país europeu.


O Governo tinha interesse em instalar uma usina de dessalinização em meados de 2015. Os projetos apontavam para um equipamento com três metros cúbicos (3 mil litros) de água por segundo, modulável para 10 m³/segundo. O Estado, à época, negociava com as empresas Abengoa, Acciona e IDE Technologies. O projeto do equipamento também estava previsto para entrar no plano das concessões estaduais. Conforme Hugo Figueiredo, titular da Secretaria de Planejamento e Gestão do Ceará (Seplag), não participaria do pacote de ativos.


Para evitar um eventual desabastecimento de água no Cipp, o Governo estadual corre para formular uma proposta para possíveis investidores. Aposta no reuso da água do esgoto de Fortaleza. A ideia é manter a parceria firmada há dois anos entre a Cagece e a iniciativa privada. Procurada sobre a situação hídrica do Pecém, a Associação das Empresas do Complexo (Aecipp), informou apenas, por meio de nota, que a “a situação hídrica do estado é crítica, contudo, o Governo vem demonstrando esforços para manter em operação as unidades industriais do CIPP”.

 

> TAGS: 0
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Jornal de Hoje | Economia