Avalia CNC 08/08/2016

Expansão do gasto público tem ajudado comércio

notícia 0 comentários


A política fiscal de expansão dos gastos do setor público no Brasil tem contribuído para dar alívio ao comércio no curto prazo, mas o governo precisará garantir a aprovação de novas medidas para afastar as incertezas em relação ao ajuste fiscal. A avaliação é da Confederação Nacional do Comércio (CNC). As projeções foram apresentadas nesta semana, em Brasília. Elas apontam um crescimento explosivo da dívida bruta do Governo nos próximos anos.


Pelas projeções, a dívida vai saltar de 75,6% do PIB ao final deste ano para 90,7% em 2021 - patamar considerado insustentável para uma economia com as características da brasileira. Em 2015, a dívida fechou em 66,5% do PIB e há três anos, em 2013, estava em 51,7%.


Apesar do quadro de incerteza fiscal, o economista-chefe da CNC, Thadeu de Freitas, afirma que o Governo faz certo ao não tentar controlar as despesas no curto prazo na “boca do caixa” do Tesouro Nacional. “Não adianta ser Dom Quixote no curto prazo e não liberar recursos, se o governo não está fazendo reformas estruturais”, ressaltou, destacando que não há ajuste sem reformas para segurar as despesas obrigatórias. (das agências)

 

> TAGS: economia
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Jornal de Hoje | Economia