Empreender 06/08/2016

Linguiças artesanais ganham mercado em Fortaleza

Apaixonado por cozinha, Guilherme Baima começou a fazer linguiças para consumo próprio e entre amigos. O produto ganhou fama e ele começou a vendê-las com o sócio, Raffaello Gris
notícia 0 comentários
{'grupo': 'ESPECIAL PARA O POVO', 'id_autor': 19076, 'email': 'larissa.pacheco@opovo.com.br', 'nome': 'Larissa Pacheco'}
Larissa Pacheco larissa.pacheco@opovo.com.br
FCO FONTENELE
Guilherme Baima (esquerda) e Raffaelo Griss: com linguiças fazendo sucesso entre amigos, eles decidiram investir e começar a vender o produto

 

A paixão pela cozinha foi o primeiro motivo para o empresário Guilherme Baima começar a produzir linguiças artesanais. No começo, a produção era voltada para o consumo no dia a dia ou em reuniões com os amigos.

Leia também

Iguaria premiada


 

Sempre buscando melhorar a receita, o produto de Guilherme ganhou fama entre os que provavam. “O intuito não era comercializar, mas chegou a um ponto em que estava tão gostosa que nós resolvemos investir”, conta Raffaello Porro, sócio de Guilherme na Griss Linguiças Artesanais.


A ideia saiu do papel no começo de 2016. Raffaello entrou com a parte da criação do visual da marca e divulgação. O empresário conta que não houve uma pesquisa de mercado, mas a base para o começo do negócio foi o que os dois conheciam do setor em Fortaleza. “Nós sempre gostamos desses produtos mais exclusivos e tínhamos uma noção do que o mercado oferecia nesse sentido”.


Além de estar à frente da divulgação, Raffaello também fabrica as linguiças com Guilherme. “Criei a identidade, as páginas nas redes sociais, mas também aprendi sobre a fabricação para por a ‘mão na massa’. Ele teve que me ensinar e hoje eu faço também”, diz.


Para aumentar a produção, os sócios investiram em alguns equipamentos específicos para a fabricação de embutidos, como o moedor, ensacadeira e misturador. O “Ainda não temos tudo o que precisamos, mas tentamos adaptar, até por que queremos manter essa proposta de ser bem artesanal mesmo”, diz Raffaello. Além disso, os sócios investiram em local apropriado para a fabricação.


A venda é sob encomenda e, dependendo do pedido, deve ser feita com no mínimo 48 horas de antecedência. No começo, eram vendidos cerca de 2 quilos por semana. “Agora, vendemos cerca de 10kg por semana. Não temos uma média bem fechada, mas a cada semana aumentam os pedidos”.


São três sabores de linguiças. A Freya, que é a de frango com gengibre, a Yggdrasil, de carne de porco com provolone, e a Fenrir, com contra-filé e o tempero dryrub. “Cada uma recebe um nome inspirado na mitologia nórdica. A nossa marca é inspirada nesse estilo”.


O sócios pensam ainda em aumentar variedade. “Nós já temos umas receitas em mente e pretendemos fazer uma vegana, mas o processo é muito delicado e precisa de bastante pesquisa antes”, completa Raffaello.

 

SERVIÇO

 

Griss Linguiças Artesanais

Telefone: (85) 98645.6747

facebook.com/grisslinguicas


Tronco do Gaúcho

Telefone: (85) 3065.0390

Onde: Alto Santo, 12 - José Bonifacio


espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Mais comentadas

anterior

próxima

Jornal de Hoje | Economia