Corte de gastos e previdência 04/08/2016

"Não há outra solução para o País", diz Meirelles - Corte de gastos

notícia 7 comentários


O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse ontem que a solução para o Brasil depende da reforma da Previdência e de cortes de gastos públicos. Em entrevista concedida no Rio de Janeiro, informou que seria necessário um crescimento de 10% no Produto Interno Bruto (PIB) para sustentar a Previdência nas próximas décadas. “Não há outra solução para o País a não ser endereçar a reforma da Previdência e o controle de todos os gastos públicos estruturalmente definidos na Constituição”.


Meirelles também afirmou que a economia brasileira tem mostrado claros sinais de recuperação nos últimos meses, ao comentar as projeções do mercado financeiro que estimam um crescimento entre 0,5% e 2% da economia nacional em 2017, apesar da queda de até 3% esperada para este ano. Segundo Meirelles, a previsão do Governo para o ano que vem é de alta de 1,2%.


Dívidas dos estados

Mais tarde, já em São Paulo, ele negou que o Governo tenha recuado nas condições exigidas aos estados que renegociarem a dívida com a União. Segundo ele, a inclusão das despesas estaduais na proposta de emenda à Constituição que limita o crescimento dos gastos públicos representa uma contrapartida para os governos locais.

 

“Não há recuo no sentido de que a reestruturação da dívida foi mantida integralmente no projeto mandado pelo Governo. E a contrapartida do teto dos gastos (para os estados) nos mesmos termos do Governo Federal está mantida integralmente. O que está em discussão são assuntos relacionados a definições na LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal), que foram incluídos no projeto a pedido dos governadores”. (Das agências)

espaço do leitor
Pietro Cans 04/08/2016 11:44
HENRIQUE MEIRELLES foi MINISTRO DE LULA, do PT!
Pietro Cans 04/08/2016 11:43
para os desavisados, doutrinados, idiotizados e cegos, o representante do Bank Of Boston, dos Estados Unidos, foi ministro na área econômica do governo LULA!
Cidadã 04/08/2016 10:19
Há outros meios sim, mas não interessam a eles. Cortar os inúmeros privilégios deles todos já resolveria boa parte do problema. Só que ninguém quer perder seus auxílios, carro oficial, verbas de toda natureza que se possa imaginar, viagens e mais viagens pagas pelo Poder Público e outras incontáveis regalias que a classe política e seus apadrinhados têm. Isso é que deveria ser cortado. Pensam que todos são idiotas para acreditar nesse velho papo de rombo da previdência.
Edvaldo Gomes 04/08/2016 10:15
Se a previdência tá quebrada é porque meteram a mão nela tirando dinheiro para outras finalidades inclusive a roubalheira. Previdência é paga não é bolsa família, empregado paga, empregador paga além de muitas outras fontes de financiamento. Eles roubam e querem transferir a conta para o lascado trabalhador brasileiro com aposentadoria aos 70 anos, ou seja, a beira da morte!
João 04/08/2016 08:34
Qual é o rombo da Previdência Pública? E o da Provada? Pois é! 35 pensionistas privados correspondem ao rombo de um único público. Previdência no Brasil é mais uma fonte de injustiça social.
Ver mais comentários
7
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Jornal de Hoje | Economia