Hotel 7 estrelas 04/08/2016

SDE aguarda demanda para formalizar protocolo

Grupo libanês GMH anunciou construção de três hotéis no Ceará. Um deles, em Cascavel, será 7 estrelas. Os outros dois ficam em Aracati e Beberibe
notícia 0 comentários
{'grupo': 'Da Reda\xe7\xe3o O POVO', 'id_autor': 16390, 'email': 'artumira@opovo.com.br', 'nome': 'Artumira Dutra '}
Artumira Dutra artumira@opovo.com.br
LEO HENRIQUES EM 10-02-2013
Detalhes do empreendimento em Cascavel serão divulgados hoje. Investimento é da ordem de R$ 400 milhões


Depois da escolha de Cascavel para sediar um hotel sete estrelas do grupo libanês General Mediterranean Holding (GMH), a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), Nicolle Barbosa, espera a volta do investidor com as informações e demandas de infraestrutura para formalizar um protocolo de intenções com o Estado. O Grupo também anunciou a construção de um hotel em Aracati e um condomínio de vilas temáticas em Beberibe.


“Eles gostaram tanto do litoral do Ceará que resolveram expandir os investimentos nesses outros empreendimentos”, comenta a secretária, ressaltando que, oficialmente, até o momento, os representantes do GMH só trataram do hotel sete estrelas. Adiantou que, para o protocolo de intenções, serão apresentadas as demandas de infraestrutura que o Estado do Ceará pode assumir ou participar. Destaca que em termos de incentivos fiscais a participação estadual será pequena já que a maior parte dos tributos é municipal (Imposto sobre Serviços- ISS). “Podemos ajudar da fase de aquisição de equipamentos”, comenta, acrescentando o investimento é de cerca de R$ 400 milhões.


Hoje, a Prefeitura de Cascavel e representantes do grupo GMH farão coletiva de imprensa para apresentar detalhes sobre a escolha do Município, distante 62 quilômetros de Fortaleza, para receber o segundo hotel sete estrelas do mundo.


A prefeita Ivonete Queiroz ressalta que a vinda do empreendimento será de grande importância para Cascavel. “O hotel vai contribuir para o desenvolvimento econômico do Município, gerando emprego e renda e impulsionando ainda mais o turismo da região”.


A coordenadora jurídica da Ccibra e assessora jurídica do Grupo GMH no Brasil, Kévia Matos, disse ao O POVO que após estudos o investidor achou mais interessante fazer um complexo turístico entre os municípios de Aracati (Canoa Quebrada), Beberibe e Cascavel. Nesta semana estão sendo realizados eventos públicos para anunciar e detalhar os projetos.


O POVO publicou no último dia 19 de julho, a partir de informações divulgadas pela SDE, o anúncio de que investidores libaneses do GMH iriam iniciar no segundo semestre de 2017 a construção de um hotel de altíssimo luxo no litoral cearense.


O grupo GMH tem negócios diversificados nas áreas financeira, imobiliária, farmacêutica, comunicação e até aviação, e está construindo um frigorífico de aves no Paraná

 

espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Jornal de Hoje | Economia