Breves 29/07/2016

Número de empresas cresce de janeiro a maio

notícia 0 comentários


NO BRASIL

Entre janeiro e maio de 2016 foram criadas 851.083 novas empresas, 3,5% a mais do que o registrado nos primeiros cinco meses de 2015, quando o indicador apurou 822.519 nascimentos. Em maio de 2016, foram criadas 176.108 novas empresas, aumento de 1,2% em relação ao mesmo mês do ano passado. Os dados foram divulgados, ontem, pelo Indicador Serasa Experian de Nascimento de Empresas. De acordo com os economistas da Serasa Experian, o aumento de novas empresas nos primeiros cinco meses do ano foi puxado exclusivamente pelo surgimento de novos microempreendedores individuais (MEIs).

RI HAPPY


Valor da compra da Planeta Brinquedo foi de R$ 30 mi

A Ri Happy, rede de brinquedos do setor de varejo controlada pelo fundo de investimentos Carlyle, comprou a cearense Planeta Brinquedo por cerca de R$ 30 milhões. As informações são do jornal Valor Econômico. Com isso, as 13 lojas da cearense Planeta Brinquedo vão se somar às 156 lojas próprias e mais 13 franquias, distribuídas por todo o País, da rede Ri Happy. A empresa é a maior varejista de brinquedos do País. O anúncio da negociação foi formalizado no primeiro dia de julho. O grupo agora conta com as marcas Ri Happy, PBKIDS e Planeta Brinquedo, que empregam diretamente cerca de 3.015 funcionários, já incluindo os 215 colaboradores da Planeta Brinquedo.

 

GOVERNO CENTRAL


Maior déficit da história do primeiro semestre

A queda das receitas em meio ao crescimento de gastos obrigatórios fez o Governo Central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) registrar maior déficit primário da história no primeiro semestre. O resultado ficou negativo em R$ 32,521 bilhões. O rombo é bem maior que o registrado no mesmo período de 2015 (R$ 1,76 bilhões). O déficit primário é o resultado negativo das contas do Governo antes do pagamento dos juros da dívida pública. Em junho, o Governo teve déficit de R$ 8,802 bilhões, negativo para o mês pelo terceiro ano seguido e também o maior déficit da história. Em junho de 2015, a conta estava negativa em R$ 8,249 bilhões.

 

RECEITA FEDERAL


Arrecadação cai 7,33% no primeiro semestre

A arrecadação federal de impostos e contribuições federais somou R$ 617,257 bilhões no primeiro semestre deste ano, resultando em queda real de 7,33% em relação ao mesmo período do ano passado, descontada a inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), utilizado pelo Governo para estabelecer as metas. Em junho deste ano, a União arrecadou R$ 98,129 bilhões em impostos e contribuições. O que representa queda real de 7,14 % em relação ao mesmo período de 2015. Os dados foram divulgados ontem pela Receita Federal, sendo o pior resultado para junho desde 2010. O resultado da arrecadação decorreu, principalmente, do desempenho da economia.

 

> TAGS: 00
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Jornal de Hoje | Economia