Do Piauí 28/07/2016

Porto do Pecém vai escoar produtos para energia renovável

Fábrica da Zona de Processamento de Exportação do Piauí (ZPE Parnaíba) vai exportar toda sua produção de pallets e briquetes pelo Porto do Pecém
notícia 0 comentários
FÁBIO LIMA
Carga vai sair do Porto do Pecém com destino à Europa e Ásia


O Porto do Pecém vai exportar toda a produção de pallets e briquetes - materiais utilizados na geração de energia renovável - da Ecopellet, nova fábrica instalada na Zona de Processamento de Exportação do Piauí (ZPE-Parnaíba).


Mário Josino Neto, diretor da ZPE Parnaíba, diz que a escolha pelo Porto se deve à sua popularidade e localização estratégica, de onde diariamente saem navios para vários portos do mundo.


“Toda nossa produção tem como destino, principalmente, a Europa e a Ásia, então isso é muito importante para nós”, frisou. A indústria deve começar a funcionar em agosto, com produção inicial média de 120 toneladas/dia.


O Porto também continuará a exportar toda a produção da espanhola Bollo Brasil Tropical Fruits. Com filial em Mossoró, a empresa é considerada hoje uma das maiores produtoras de melão (pele de sapo) do mundo.


Além da infraestrutura do Porto do Pecém, Juan Puchades, administrador da Bollo no Brasil, frisa que a localização permite que as cargas de mercadorias sejam enviadas com agilidade.


Muitas empresas e indústrias do Nordeste utilizam o Porto do Pecém para escoar seus produtos, em escalas semanais e quinzenais para Estados Unidos, Europa e outros. Frutas frescas e produtos siderúrgicos e eólicos compõem as cargas exportadas.

 

> TAGS: economia
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Jornal de Hoje | Economia