PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2016 15/07/2016

PIB do CE cai 5,51%, puxado por indústria e serviços

No acumulado dos últimos 12 meses, a queda foi maior ainda e o índice do Estado foi negativo em 6,8%
notícia 0 comentários
{'grupo': '', 'id_autor': 18866, 'email': 'beatrizsantos@opovo.com.br ', 'nome': 'Beatriz Cavalcante'}
Beatriz Cavalcante beatrizsantos@opovo.com.br


O Ceará registrou queda de 5,51% no Produto Interno Bruto (PIB) calculado no primeiro trimestre de 2016. Dos oito estados brasileiros que apresentaram resultado trimestral do PIB, o Ceará foi o terceiro que menos caiu, com retração maior apenas que Bahia (-3,7%) e Rio Grande do Sul (-4,3%). Porém a queda foi maior que o índice do Brasil (-5,4%).


 

Os dados foram divulgados ontem pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece) e apontam ainda que o Estado teve queda maior no acumulado dos últimos 12 meses com queda de 6,8%. Resultado maior que o nacional (-4,7%).


Dos setores que contribuíram para a queda do PIB do Ceará no primeiro trimestre deste ano, destacam-se indústria (-8,35%) e serviços (-5,21%). No País, indústria retraiu 7,3% e serviços caíram 3,7%. Já a agropecuária teve queda no Brasil de 3,7%, mas foi o único setor com resultado positivo no Ceará (8,91%).


Na indústria, o destaque maior para a retração do PIB do Estado no terceiro trimestre de 2016 foram os segmentos de transformação (-10,01%) e construção civil (-13,10%). No setor de serviços, a queda maior foi do comércio (-9,45%).


Positivo

Witalo Paiva, analista do Ipece, destaca que agropecuária teve índice positivo em cima da previsão de estimativas positivas para produção de grãos, frutas e da pecuária - leite, ovos e aves - para este ano. A tendência é a de que o resultado do setor se ajuste e caia ao longo de 2016.

 

O ponto positivo do Ceará pode ser visto no setor de energia, que cresceu 12,51% no primeiro trimestre de 2016,impactado pela geração de energia das eólicas e térmicas. “E apesar do resultado negativo para o Estado, a expectativa é que o quadro melhore e comecemos a reverter o quadro de queda do PIB”, acrescenta Paiva.


Banco Central

Além do Ipece, o Banco Central divulgou ontem o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) dessazonalizado (ajustado para o período), que apresentou queda de 0,51% em maio, comparado a abril no País. No Ceará, a queda foi de 0,9%. O IBC-Br é uma espécie de prévia do PIB. (Colaborou Artumira Dutra)

 

> TAGS: economia
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

24h|48h Últimas

Jornal de Hoje | Economia