Exemplos 06/07/2016

Inovação ajuda empresas a crescer mesmo na crise

Realizada em Fortaleza, a Maratona Valor PME, com apoio do O POVO e O POVO CBN, reuniu líderes na área
notícia 0 comentários
AURÉLIO ALVES, ESPECIAL PARA O POVO
O evento Maratona Valor PME Nordeste foi realizado ontem em Fortaleza e trouxe cases de sucessos do mundo empresarial


Empreender no Brasil não é uma tarefa fácil. A alta carga tributária, burocracia, a queda do consumo e a própria crise econômica que tornou os insumos ainda mais caros têm sido determinantes para o futuro das empresas. Dados do IBGE mostram que mais da metade das empresas fundadas no Brasil fecham as portas após quatro anos de atividade. Porém, é possível fugir desta curva por meio da inovação.


Ontem, a Maratona Valor PME Nordeste, realizada em Fortaleza pelo jornal Valor Econômico, com o apoio do O POVO e O POVO CBN, trouxe vários cases de lideranças empresariais que estão conseguindo com criatividade crescer mesmo em momentos de turbulência econômica como a que o Brasil atravessa.


O empresário cearense Joaquim Caracas, por exemplo, explica que o investimento em inovação foi o que fez a diferença na Impacto Protensão, empresa que desenvolveu sistema de construção de lajes de prédios, com diversos dispositivos patenteados envolvendo plástico reciclado, design inteligente e protensão de concreto inspirados no jogo Lego.


Enquanto no Brasil apenas 0,01% das empresas possuem patentes, a dele tem cinco produtos patenteados e outros 12 em andamento. O resultado foi economia, agilidade e novos serviços. “Inovação é invenção com nota fiscal. Não adianta inventar o que não tem viabilidade financeira”, diz Caracas.


Ari de Sá Cavalcante Neto, presidente do Sistema Ari de Sá (SAS), diz que apesar de o momento ser de incertezas, o negócio é se programar para investir em tecnologia, obedecendo o campo de atuação de cada um. Hoje aposta na plataforma de livros digitais na área de ensino. “O momento exige cautela. Não significa paralisia, mas planejar e analisar o terreno”, adianta.


Rony Meisler, CEO do grupo Reserva, marca de moda masculina eleita pela revista Fast Company como uma das dez mais inovadoras da América Latina, diz que para fazer diferente não precisa esperar a empresa ter uma grande estrutura ou dispor de muita tecnologia. Ele diz que hoje o grupo tem um sistema que parametriza os históricos de compra e os cruza com o estoque da loja para potencializar as ações de pós-venda, mas que este trabalho começou, por exemplo, com anotações em um caderninho sobre os hábitos de consumo dos clientes e táticas de vendas. “O que a gente quer é proporcionar uma experiência única para o cliente”.


Plataforma digital

A plataforma digital é também uma grande janela de oportunidade para quem está fazendo negócios hoje no Brasil. O CEO da Black Viking, Kadu Baracho, empresa especializada em marketing digital, explica que, mesmo com a crise, o mercado de vendas online cresceu 24% em 2014 e 15,5%, em 2015, e foi responsável por um faturamento de mais de R$ 64 bilhões em 2015.

 

E um dos segredos para empreender com sucesso é saber captar e atrair o público-alvo, focando não apenas na venda, mas na geração de conteúdo relevante que agregue valor para o cliente. Ele diz que é importante também saber usar as ferramentas de métrica, muitas delas disponíveis de forma gratuita na internet. “Quem não está na internet perde dinheiro”.


Entender o mercado e não ter medo de diversificar para acompanhar as tendências de consumo foi o que fez o empresário Leonardo Lamartine, presidente do grupo Bonaparte, hoje a maior rede de franquias de alimentos no Norte e Nordeste. O grupo fechou o ano passado com um faturamento de R$ 116 milhões e mais de 98 restaurantes em 16 estados. (Irna Cavalcante, colaborou Átila Varela)

 

espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Mais comentadas

anterior

próxima

Jornal de Hoje | Economia