Mobile RSS

rss
Assine Já
Sucessão no BNB 18/08/2012

O BNB está mais fraco, diz Roberto Macêdo

Para o presidente da Fiec, os pleitos do Nordeste deixaram de ser atendidos e é grande a interferência de Brasília no BNB. O deputado Raimundo Gomes de Matos também vê desprestígio de empresários e políticos do Ceará
Compartilhar


Que o Banco do Nordeste (BNB) volte a ser o que era antes. Esse é o desejo do presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Roberto Macêdo. Segundo ele, o BNB deixou de atender aos pleitos da Região. “O Banco vem sendo comandado por Brasília, só vale o que vem de lá. O que é dito aqui não influencia nada”, declarou.


Para Macêdo, a gestão do catarinense Ary Joel Lanzarin, nomeado presidente do BNB na última quarta-feira, apenas seguirá as orientações do Governo Federal. Macêdo diz esperar que a região seja pensada com suas peculiaridades. “Ele fará assim se o governo orientar nessa direção, não importa o espírito dele”. O empresário considera que a distância que o BNB tem mantido dos pleitos está ligada à interferência cada vez mais forte de Brasília na gestão da instituição, um enfraquecimento do Banco.


O deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE) vê que, além do Banco, as classes políticas e empresariais do Ceará também estão enfraquecidas diante do Governo Federal, já que nomes cearenses foram substituídos por alguém de fora da Região.


“É um desprestígio das lideranças políticas e do setor produtivo”. A medida, interpreta o deputado, foi a maneira encontrada pela Presidência para dar fim às irregularidades que vieram à tona de dentro do Banco. “É uma varredura”, ratifica do deputado.


Trânsito político

O POVO ouviu dois especialistas do mercado ligados ao BNB sobre o perfil mais adequado para liderar a instituição. Ambos apontaram duas características. Para eles, um banco de desenvolvimento regional cobra conhecimentos e vivências específicas, que não são possíveis de obter nas nas teorias econômicas.

 

Ressaltam que o BNB envolve o desenvolvimento do Nordeste, assunto que consideram uma experiência muito própria, além de ser pouco conhecida e estudada fora da Região.


O segundo aspecto apontado é a necessidade de se ter um trânsito político facilitado, o que não significa ter ligação partidária. “Exatamente pelo fato de o banco ser uma figura um tanto quanto exógena, estrutura setorializada, vai ter que ter um peso político importante, trânsito, densidade política”, comentou um dos economistas - os dois pediram para não ser identificados.


Quem


ENTENDA A NOTÍCIA


Com posse prevista para o dia 30, o catarinense Ary Joel Lanzarin foi nomeado presidente do BNB na última quarta-feira, 15. Ele fez carreira no Banco do Brasil e não tem vínculos políticos com o Nordeste.

 

Multimídia


Veja mais informações sobre a nomeação do novo presidente do BNB:


Para escutar: Na rádio O POVO/CBN (AM 1010), o economista Francisco Assunção e Silva fez uma análise sobre a chegada do novo presidente no programa Grande Jornal, às 9 horas. http://bit.ly/Nu4Ja9


Para ver - A TV O POVO trouxe uma matéria sobre o BNB no O POVO Notícias. Assista a programação pelo canal 48 (UHF), 23 (Net) e 11 (TV Show). Veja o vídeo na página da TV O POVO no Youtube.www.you-tube.com/user/tvopovo


Para ler e opinar: acompanhe a repercussão entre os internautas na página do O POVO Online no facebook (http://on.fb.me/NMGkr0) e no portal O POVO Online (www.opovo.com.br/economia).

 

SERVIÇO

 

Saiba mais sobre a história do BNB

Onde: http://bit.ly/OGdRrY

 

Saiba mais


Denúncias


O presidente interino do BNB, Paulo Sérgio Ferraro, afirmou que não existem processos administrativos contra diretores da instituição. “Nem os afastados, nem os que permanecem “, explicou.


Segundo Ferraro, as auditorias internas não apontaram envolvimento dos diretores em nenhuma irregularidade.


Ele também disse que os processos de execuções das dívidas continuam em andamento. “Alguns começaram antes das denúncias por causa da inadimplência”. Ele não precisou quanto já foi recuperado.

Nathália Bernardo _
Andreh Jonathas andreh@opovo.com.br
Compartilhar

Veja também

Bate-pronto
espaço do leitor
fundo da vergonha 19/08/2012 11:26
vamos acabar com essa mafia da tercerização...a maioria e amante de gerente,superitendente,ligado a politicos,etc...vamos acabar com isso
Este comentário é inapropriado?Denuncie
fundo da vergonha 19/08/2012 11:24
Maior roubo, não foi descoberto ainda...tens uns fundos no bnb, que é comandado por uma quadrilha..dúvido, alguem mexer, ninguem nem faz nada...kkkk...Alô para o MP,PF e etc..o ambiente de fundos...olha lá
Este comentário é inapropriado?Denuncie
nei 19/08/2012 09:17
ESTAVA NA HORA DE DÁ AO BANCO UMA ADMINISTRACAO PROFISSIONAL ,ISENTA DE INFLUENCIAS DE POLITICOS REGIONAIS QUE USA O BANCO COMO ANTRO DE CORRUPCAO,DESVIOS E CABIDES POLITICOS,DESTES E EMPRESARIOS APADRINHADOS.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Apoio Readmissíveis Bnb 19/08/2012 05:55
É COMPREENSÍVEL DECISÃO PALACIANA E ENTENDIDA COMO QUEBRA DE ELOS. É SALUTAR ESFORÇO PARA DISSEMINAR E CAPILARIZAR CRÉDITOS E INCLUSÃO BANCÁRIA, MAS SEM ABANDONAR MÉDIOS E GRANDES PROJETOS PRODUTIVOS E ESTRUTURANTES DE AÇÕES DESENVOLVIMENTISTAS INTEGRADOS DO NORDESTE. ADMITIR E READMITIR CONCURSADOS
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Antonio de Sousa Alves 18/08/2012 21:09
Esta indicação da nossa Presidente, matou a influência do Dep. José Guimarães, irmão do outro gatuno do PT José Jenuíno. O PT e PSB de Cid Fereira chegaram ao fim das benevolências deste Banco na concessão de empréstimos aos amigos. Valeu, Dilma!!!
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Ver mais comentários
11
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:

Mais comentadas

anterior

próxima