Ensino 02/08/2012

FGF vai aumentar oferta de cursos para atender demanda

Na zona Oeste da Capital, a Faculdade Integrada da Grande Fortaleza planeja 13 cursos profissionalizantes e 13 a distância para classe emergente
ANDRÉ SALGADO
Marina Abifadel Barrozo, diretora de Marketing da FGF, diz que novos cursos atenderão demandas identificadas
Compartilhar

 

Segundo pesquisa da Hoper Estudo de Mercado (Análise Setorial do Ensino Superior Privado – Brasil 2012), apresentado pelo O POVO desde domingo, o ensino público superior (federal e estadual) ampliou a oferta de vagas na última década em 78,6%, passando de 216.665 vagas em 2000, para 386.852 vagas em 2010. O setor privado, por sua vez, ampliou 175,6% no mesmo período, saindo de 970.655 vagas em 2000 para 2,6 milhões em 2010.


Primeira instituição particular do Ceará a ser credenciada pelo Ministério da Educação (MEC) para realização de cursos de graduação a distância, a Faculdade Integrada da Grande Fortaleza (FGF) chega aos 12 anos com novos planos de ampliação. Quer aproveitar a crescente demanda.


Marina Abifadel Barrozo, diretora de Marketing da FGF, reconhece o crescimento das instituições de ensino superior (IES) privado, já que sua instituição experimenta uma taxa de crescimento por semestre de 25% no número de matrículas.


A FGF oferece hoje oito cursos de graduação presencial, além de 16 a distância. Prepara-se para inciar mais 13 cursos profissionalizantes e 13 a distância. As áreas seriam em Humanas, Saúde e Tecnologia da Informação (TI).


“Não acredito em restrição de mercado. Somente 5% dos jovens em idade entre 18 e 24 anos conseguem ingressar no ensino superior no Ceará. Temos um imenso oceano de oportunidades a ser explorado e a expansão do ensino superior privado deve ser vista com bons olhos para o desenvolvimento socioeconômico do Estado”, afirma Marina Abifadel.


O otimismo da diretora é reforçado pela boa avaliação do MEC. Os cursos de Enfermagem, Administração e Educação Física tiveram nota de reconhecimento 4. Jornalismo e Educação Física ficaram com 4 no Enade.


Marina explica que o lado oeste da Cidade, onde a faculdade está instalada, é uma região emergente. “Tem o braço trabalhador de Fortaleza. Aqui a FGF oportuniza o ingresso dessas pessoas ao ensino superior. Estamos numa atividade de interesse público e esta foi uma justificativas dada ao MEC ao escolhermos a região”.

 

O quê


ENTENDA A NOTÍCIA


A FGF está instalada onde a carência de cursos superiores públicos e privados era maior, a zona oeste da Capital. Com 12 anos de criação, passou de quatro para oito cursos de graduação. O número ofertado deve aumentar.

 

Rebecca Fontes
Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor no:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

Jornal de Hoje | Economia