Mobile RSS

rss
Assine Já
Juventude 25/02/2014

Cucas do Mondubim e Jangurussu com inscrições abertas

Com três Cucas, Fortaleza oferece espaços de lazer, formação, cultura e convivência para jovens e comunidades do entorno. Os Cucas do Mondubim e Jangurussu foram inaugurados e estão com inscrições abertas
notícia 3 comentários
{'grupo': 'Especial para O POVO', 'id_autor': 16652, 'email': 'samaisa@opovo.com.br', 'nome': 'Sama\xedsa dos Anjos'}
Samaísa dos Anjos samaisa@opovo.com.br
HUMBERTO MOTA/ ESPECIAL PARA O POVO
O Cuca no bairro Jangurussu foi inaugurado na última sexta-feira
Compartilhar


As vontades são múltiplas: natação, fotografia, artes marciais, um espaço seguro para realizar as manobras dos skates e para conviver. De frente para os recém inaugurados Centros Urbanos de Cultura, Arte, Ciência, e Esporte (Cucas) do Mondubim (Regional V) e Jangurussu (Regional VI), jovens e familiares demonstram expectativa para o pleno funcionamento dos cursos e atividades esportivas.


Por ora, as inscrições estão sendo realizadas para que os cursos sejam iniciados no mês de março e os espaços estão abertos para a comunidade. Francisco Gerson Moreira da Silva, 15 anos, mora na área do Cuca do Mondubim e opina que, funcionando como esperado, o local vai ser importante para todos. “Já conheço o Cuca da Barra e lá funciona bem. Já fui para andar de skate”, comentou Gerson.


Para ele e outros garotos que foram ao local na tarde de segunda, quando ele está fechado, o Cuca é um espaço que vai fazer diferença. “Precisam arrumar a pista de skate, que não está do jeito que tem que ser”, apontam os experientes sobre rodas.


Cristiane dos Santos já inscreveu o filho Roger, 12, no curso de natação do Cuca do Jangurussu. Para ela e outras mães da região, o equipamento está muito bom e precisa ser cuidado pela comunidade.

 

Rede Cuca

Perfis variados podem achar um ponto de interesse entre tantas opções de cursos, esportes e eventos culturais da Rede Cuca. Segundo o titular da Coordenadoria da Juventude, Élcio Batista, é necessário perceber a juventude como plural e de interesses multifacetados para abarcar as propostas da Rede Cuca.

 

Apesar de ser entendida como um instrumento fundamental para a política de juventude da gestão, Élcio ressalta que as ações também dialogam com as demais redes municipais, como saúde, assistência social e trabalho.


“É um diálogo para oferecer de forma mais integrada um conjunto de políticas públicas para a juventude. Na Rede Cuca temos as perspectivas de proteção social e oportunidade para fazer com que o jovem possa desenvolver todo seu potencial”, complementou.


Para completar a Rede, faltam os Cucas das Regionais III, II e IV. Essa última já tem na Lagoa do Opaia seu local de construção e a licitação para as obras deve ser realizada no fim de 2014. Segundo Élcio, um concurso nacional de ideias para o equipamento será feito ainda neste primeiro semestre. Além dos Cucas, os jovens da Capital contarão com três Centros de Arte e Esportes Unificados (CEU), que estão sendo construídos nos bairros Vicente Pinzon, Ancuri e Granja Lisboa, apontou Élcio. Segundo ele, os equipamentos serão entregues até o fim de 2014, oferecendo serviços semelhantes aos da Rede Cuca. (colaborou Rachel Gomes/ Especial para O POVO)

 

Inscrições


Para se inscrever

Para se inscrever nos cursos e atividades esportivas da Rede Cuca, é preciso levar os seguintes documentos para uma das três unidades:

Cópia do documento de identidade com foto;


Cópia do comprovante de residência;


Termo de responsabilidade assinado pelos pais (a ser fornecido pelo setor de matrícula) para quem tiver menos de 18 anos.

 

As matrículas podem ser feitas de terça a sexta-feira, das 8h às 20 horas, e nos sábados, de 8h às 12 horas.

 

Para chegar aos Cucas


Cuca da Barra: avenida Presidente Castelo Branco, 6417.


Cuca do Mondubim: rua Santa Marlúcia, S/N.


Cuca do Jangurussu: avenida Castelo Castro com Via Paisagística.


Site: http://migre.me/i238b


Facebook: /redecuca

 

Saiba mais


Primeiro Cuca

Os Cucas fazem parte do Programa Integrado de Políticas Públicas da Juventude de Fortaleza (PIPPJF), implementado na gestão da ex-prefeita Luizianne Lins.

O primeiro foi o Cuca da Barra do Ceará. O equipamento foi inaugurado em setembro de 2009. Até dezembro de 2013, 115 mil jovens participaram das atividades do local.

 

Investimentos

Segundo a Prefeitura, os investimentos nos Cucas para 2014 são de:

Cuca Barra: R$ 7,3 milhões


Cuca Mondubim: R$ 5,8 milhões


Cuca Jangurussu: R$ 5,8 milhões

As verbas são oriundas do Tesouro Municipal, do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e do Governo Federal.

Compartilhar

Veja também

Espaço para os jovens
espaço do leitor
DEFENSOR DA FAVELA 25/02/2014 12:05
CARA NOVA UMA OVAAA.
Renato Nogueira 25/02/2014 10:54
Fortaleza de cara nova!
Elias Oliveira 25/02/2014 08:57
boas iniciativas que alegram nosso coração,trazendo saúde e paz para fortaleza.
3
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:

Mais comentadas

anterior

próxima